Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Oliveira Canindé convive com problemas para escalar o América-RN

Natal (RN)

Com o time no meio da tabela, na 13ª posição, ainda lutando contra a ameaça do rebaixamento, o técnico Oliveira Canindé tem de administrar, além das demandas da torcida, os desfalques da equipe alvirrubra, que comprometem uma eventual repetição da escalação entre as partidas.

Para a partida contra o Náutico fora de casa, no sábado, Canindé ganhou algumas dores de cabeça, além da principal delas, que é a de obter um resultado positivo após deixar de somar pontos dentro de casa diante da Ponte Preta. Suspenso pelo terceiro amarelo, o volante Fabinho é desfalque certo.

Além dele, o zagueiro Roberto Dias e o volante Márcio Passos reclamaram de dores após o término do jogo desta terça e deverão passar por avaliação médica antes de serem confirmados ou não pelo comandante da equipe potiguar.

“Eu tenho que me virar pelo menos para recuperar esse pessoal que está fora. Tenho que esperar para ver o que podemos tirar de cada um deles e sermos competitivos fora de casa. Tem pesado muito porque tenho corrido para tentar dar ritmo a quem está saindo do departamento médico”, declarou.

Em contrapartida, o comandante comemorou o retorno do meia Morais aos gramados na partida diante da Ponte Preta. “Morais entrou e, graças a Deus, não sentiu. É um jogador que eu posso contar nos próximos jogos, esperando que ele possa render mais”, analisou.

Divulgação/América-RN
Com desfalques por conta de lesão, Oliveira será impedido de repetir escalação; Morais deve ser opção