Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Oswaldo enaltece apoio a Aranha e admite dúvida com programação

Santos (SP)

As agressões racistas sofridas pelo goleiro Aranha na última quinta-feira, em Porto Alegre, fizeram com que muitas pessoas se manifestassem contra a atitude de alguns torcedores gremistas. Neste domingo, a torcida do Botafogo deu uma grande prova de que a paixão por um clube não justifica um ato discriminatório.

Ao se dirigir à meta do Maracanã que fica próximo a torcida do Glorioso, pouco antes do início do segundo tempo, Aranha teve seu nome gritado pelos torcedores rivais em claro apoio à luta contra o racismo.

“Eu acho a reação excelente, além da punição, porque isso é o que realmente vai intimidar essa atitude, quem toma esse tipo de atitude. É essa manifestação generalizada de torcedores, da imprensa, que tem trabalhado muito nesse sentido também. Tem que ser uma ação conjunta para que isso não aconteça mais”, analisou o técnico santista Oswaldo de Oliveira, que ano passo dirigiu o Botafogo.

“É uma pena que a gente tenha que falar isso ainda. Eu fiquei muito triste lá em Porto Alegre porque eu tive que responder uma mesma pergunta quatro vezes. Então, para a gente parar de falar disso, que as punições aconteçam”, cobrou o treinador.

Aliás, o STJD suspendeu a partida de volta entre Santos e Grêmio, válida pelas oitavas de final da Copa do Brasil, antes prevista para esta quarta-feira, na Vila Belmiro. O clube gaúcho será julgado neste dia e pode ser excluído da competição. O primeiro jogo acabou 2 a 0 para o Peixe.

Toda essa polêmica acabou deixando Oswaldo de Oliveira confuso quando a preparação do time. Caso o jogo realmente não aconteça, o Santos ganha a semana livre para descansar e se preparar para o duelo contra o Vitória, no próximo sábado, no Pacaembu pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. “Pois é. Nós vamos manter a programação por uma questão de precaução, mas eu acho que com a suspensão do jogo nós dificilmente teremos o jogo. Mas vamos aguardar o que vai acontecer”, disse o técnico.