Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Oswaldo explica opção por Rildo e vê falha na movimentação do ataque

Rio de Janeiro (RJ)

Com Gabriel, artilheiro do Santos na temporada, suspenso, todos esperavam que Leandro Damião tivesse mais uma chance de amenizar as cobranças em cima de seu futebol com a camisa do Peixe. Entretanto, Oswaldo de Oliveira mandou Rildo a campo para formar trio com Thiago Ribeiro e Robinho. Após a derrota para o Botafogo por 1 a 0, neste domingo à tarde, no Maracanã, o técnico explicou a opção.

“E eu fiz realmente essa opção porque, com mais mobilidade, nós teríamos mais chance de chegar na área do Botafogo”, disse o treinador, para em seguida analisar o erro de movimentação de seus atletas. “No primeiro tempo, nós conseguimos. Mas, como o Robinho muitas vezes era obrigado a sair da área, os outros jogadores, que deveriam entrar, não estavam prestando atenção para fazer isso. E é uma coisa que a gente trabalha, mas não houve tempo de muita preparação pra isso. E ai a gente falhou nessa coisa de entrar na área”.

Oswaldo também falou sobre o aproveitamento de Damião no segundo tempo. O técnico revelou que a substituição já era uma coisa definida e elogiou a atuação do camisa 9.

“A minha opção era de entrar com Damião, como eu entrei. Mesmo se não acontecesse o gol eu já tinha preparado essa substituição. É aquela coisa do cobertor curto. A gente perdeu aquela mobilidade, a gente perdeu aquela situação de envolver o adversário que nós estávamos tendo muito forte”, comentou o ex-técnico do alvinegro carioca. “Mas, de qualquer maneira, com a entrada do Damião, a situação foi criada, ele teve uma boa oportunidade, finalizou bem, mas o Jefferson é o Jefferson e são situações que a gente tem que conviver”, encerrou.

Ivan Storti/Santos FC
O técnico Oswaldo de Oliveira configurou o Santos sem Leandro Damião entre os titulares para enfrentar o Fogão