Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Peixe chega embalado para enfrentar o Botafogo no Maracanã

Santos (SP)

Botafogo e Santos fazem choque de alvinegros neste domingo, às 16h(de Brasília), no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), em confronto válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os dois times atravessam momentos opostos na temporada. Com 19 pontos ganhos, os cariocas tentam se distanciar da zona de rebaixamento e ainda estão abatidos pela derrota de 2 a 1 para o Ceará, no meio de semana, que deixou o time em situação delicada na Copa do Brasil.

É justamente o torneio mata-mata que deu mais embalo ao Peixe para este jogo, já que no meio de semana os santistas bateram o Grêmio por 2 a 0, no Rio Grande do Sul em uma maiúscula vitória. No Brasileirão, porém, com apenas 23 pontos, os paulistas precisam do triunfo para mirarem a parte de cima da tabela de classificação. O jogo vai marcar o reencontro do técnico Oswaldo de Oliveira com o Botafogo, clube que dirigiu nos últimos dois anos, antes de assumir o Santos.

O Peixe chega para o jogo no Maracanã com uma preparação longe de ser ideal. O time viajou de Porto Alegre direto para o Rio de Janeiro, sem voltar a Santos para o trabalho de recuperação dos atletas, fará apenas um treino na Gávea antes do jogo e ainda com todo o peso de ter sofrido com os problemas de atos racistas no duelo contra o Tricolor Gaúcho.

Aranha, alvo da torcida, esteve na delegacia na última sexta-feira e o clima da viagem não foi dos melhores. Mesmo assim, o goleiro garante que não vai se deixar a abater em campo. “Eles usam várias maneiras para desestabilizar o jogador, mas já não sou mais novato, não vou deixar de jogar meu futebol por causa de torcedor”, comentou o jogador de 34 anos. Por outro lado, o time chega motivado após a vitória no Sul. O time de Oswaldo de Oliveira já não vencia há cinco jogos longe da Vila Belmiro e neste domingo espera dar sequência com uma vitória em cima do Botafogo.

Leandro Damião, que acabou se transformando em reserva com o retorno de Gabriel da seleção Sub-20, vai para o jogo. O jovem atacante do Peixe levou o terceiro cartão amarelo contra o São Paulo ao tirar a camisa durante a comemoração de seu gol – o que irritou muito o técnico santista – e está suspenso. No restante, o time deve ser o mesmo que vem atuando nos últimos jogos, sempre com três jogadores formando a linha de frente.

Divulgação/Santos FC
Robinho é a grande arma do peixe para vencer mais um confronto fora de casa, agora pelo Campeonato Brasileiro
Robinho é a grande arma do alvinegro praiano. Contra o Grêmio, o craque marcou seu gol e mostrou como pode ser importante para o time. Neste domingo, o camisa 7 volta a atuar no Maracanã após alguns anos.

Vagner Mancini, comandante do Botafogo, coloca o Santos como um dos rivais mais complicados deste Brasileiro: “O time do Santos tem muita qualidade. Se formos analisar do meio para frente então salta aos olhos as opções para montar uma boa equipe. Robinho, Leandro Damião, Thiago Ribeiro, enfim, são muitos atletas em condições de desequilibrar o jogo. Mas o Botafogo tem consciência das suas necessidades e não podemos deixar de ganhar no Maracanã”.

Na visão dos botafoguenses, é preciso se manter concentrado ao longo de 90 minutos. “Com as boas opções que o Santos tem, o Botafogo vai precisar ficar concentrado o jogo todo. Trabalhamos com o Oswaldo e sabemos que ele é um treinador que cobra empenho e a luta pela vitória do primeiro ao último minuto. Portanto, não podemos vacilar um único segundo, que pode acabar custando caro, jogando o resultado ralo abaixo”, disse o volante Gabriel.

Em termos de escalação, o Botafogo não poderá contar com o atacante argentino Tanque Ferreyra, suspenso por ter sido advertido com o terceiro cartão amarelo na vitória de 1 a 0 sobre a Chapecoense. Seu posto passa a ser disputado por Bruno Correa, que estreou contra os cearenses, e Rogério. Emerson Sheik vai compor o setor, pois o clube conseguiu efeito suspensivo após o atleta ser punido pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por conta de uma entrada violenta no volante Henrique, do Cruzeiro. No meio-de-campo, o paraguaio Pablo Zeballos, substituído contra o Ceará ainda no primeiro tempo por estar mal tecnicamente, deve ser barrado para a entrada do volante argentino Mario Bolatti.

Arte GE.Net
FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO X SANTOS

Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 31 de agosto de 2014 (Domingo)
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (Fifa-SC) e Nadine Schramm Camara Bastos (Fifa-SC)

BOTAFOGO: Jefferson, Edilson, Bolívar, André Bahia e Junior Cesar; Gabriel, Bolatti, Daniel e Ramírez; Emerson e Bruno Correa
Técnico: Vagner Mancini

SANTOS: Aranha, Cicinho, David Bráz, Edu Dracena e Mena; Alison, Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Robinho e Leandro Damião.
Técnico: Oswaldo de Oliveira