Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Petros é punido pelo STJD com seis meses de suspensão

Rio de Janeiro (RJ)

O meio-campista Petros não escapou do rigor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Julgado nesta segunda-feira sob a acusação de agressão ao árbitro Raphael Claus na vitória por 1 a 0 sobre o Santos, o jogador do Corinthians acabou punido com seis meses de suspensão. O clube deverá recorrer da decisão no Tribunal Pleno.

No lance polêmico, Claus atrapalhou uma jogada do Corinthians na Vila Belmiro e acabou atingido pelas costas por Petros, que nega um choque intencional. Ele foi até o STJD para defender a sua tese.

Os discursos de Petros e de João Zanforlin, advogado corintiano, não foram suficientes para convencer todos os membros do tribunal. Dois auditores (Washington Rodrigues e Vinícius Sá) chegaram a concordar com a desqualificação do caso, sugerindo suspensões de quatro e um jogos.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Petros manteve a tese de que não quis agredir Raphael Claus, mas só convenceu dois auditores
Para o relator Felipe Bevilacqua, o auditor Douglas Blaichman e o presidente Paulo Valed, contudo, o que Petros fez contra o árbitro Raphael Claus realmente foi uma agressão e deveria ser enquadrado no terceiro parágrafo do artigo 254-A do STJD, cuja pena mínima é 180 dias de suspensão. O posicionamento do trio deixou o Tribunal Pleno como único meio de salvação para o atleta.

Petros chegou ao Corinthians após o Campeonato Paulista, vindo do Penapolense, e logo conquistou a confiança de Mano Menezes e a titularidade absoluta. O técnico notou abalo emocional no meio-campista no empate por 1 a 1 com o Bahia, em função da iminente punição no STJD.