Futebol/Seleção Brasileira - ( - Atualizado )

Robinho revela decepção com Felipão e aposta em volta com Dunga

São Paulo (SP)

Na manhã desta terça-feira, Dunga divulga sua primeira lista de convocados em seu retorno ao comando da Seleção Brasileira. O treinador irá chamar os seus jogadores para amistosos contra Equador e Colômbia, e assim reacende a esperança de atletas que foram esquecidos por Luiz Felipe Scolari na última Copa do Mundo. Um destes casos é do atacante santista Robinho.

“Posso dar mais velocidade no ataque, além do entrosamento e da experiência. Na Copa do Mundo, você vê jogadores de outras seleções atuando, mas no Brasil você chega aos 30 anos e dizem que você está velho. Senti a Seleção um pouco nervosa contra a Alemanha. São características que eu posso acrescentar na Seleção”, afirmou Robinho, em entrevista ao Sportv.

O atacante aposta em dois fatores para convencer Dunga, com quem trabalhou na Copa de 2010 e se tornou um dos homens de confiança do treinador brasileiro: o retorno ao seu país de origem e a experiência que pode passar aos outros jogadores. De acordo com Robinho, o fato de já ter uma carreira consolidado diminui a necessidade de mostrar mais serviço ao comandante da Seleção.

“No meu caso, sou um jogador mais velho, não preciso mostrar para o Dunga o que um jogador mais novo teria que mostrar. Jogando no Brasil, o treinador pode olhar mais de perto minhas atuações”, completou Robinho, que não escondeu sua decepção por não ter sido lembrado por Luiz Felipe Scolari, mesmo depois de ter jogado dois amistosos que antecederam a Copa.

“Eu achei que iria ser convocado, até pelos dois últimos jogos que fiz, contra Honduras e Chile, antes da convocação, quando eu joguei bem. Achei que seria um dos convocados, mas ninguém me ligou. Sempre trabalhei para isso e esperava ir para uma Copa do Mundo no meu país. Preparei para isso, mas infelizmente não fui convocado”, concluiu o jogador do Santos.