Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Sem entender má fase, Palmeiras adota discurso de "tem que ser homem"

São Paulo (SP)

A derrota para o São Paulo foi o nono jogo seguido sem vitória do Palmeiras no Campeonato Brasileiro, campanha que o coloca na zona de rebaixamento ao final da 15ª rodada. Sem entender, principalmente, como perdeu por 2 a 1 para o São Paulo após uma boa atuação, o time já adota o discurso de “tem que ser homem”.

O tom é adotado pro Lúcio, capitão do Verdão. “Jogamos bem, mas, infelizmente, foram duas bolas isoladas e levamos dois gols de bobeira. A fase não está boa, mas temos que ser homens, encarar cada jogo com mais determinação como jogamos hoje”, declarou o zagueiro.

Renato, mais jovem que o defensor, estava mais assustado com o resultado. “Foi incrível o que aconteceu hoje, cara. É incrível o que está acontecendo. Fomos melhores e merecemos a vitória, mas, em uma infelicidade, o Kardec cabeceou e a bola bateu na trave e nas costas do goleiro para entrar. Sinceramente, não sei o que aconteceu.”

Se o goleiro Fábio assumiu a responsabilidade pelo erro na saída de bola no primeiro gol adversário e culpou o azar pela cabeçada de Alan Kardec que bateu na trave, nas suas costas e entrou no gol, Henrique deveria explicar como furou em chance clara com Rogério Ceni já fora da meta, um minuto antes do tento de Kardec. Mas nem tentou.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Henrique converteu pênalti e nem tentou explicar a furada quando recebeu a bola com Ceni já fora do gol
“O time foi bem, mas infelizmente levamos um gol no fim. Temos que trabalhar”, limitou-se a dizer o centroavante, que converteu pênalti neste domingo. No seu mesmo lance, Leandro, entrando na área em velocidade na cara de Rogério Ceni, chutou em cima do goleiro e lhe deu méritos. “Optei em tirar do Rogério, mas ele ficou parado e esperou, aí toquei forte. Mas, sem dúvida, merecíamos o empate.”

Cristaldo, responsável pelo lançamento que deixou Leandro de frente para o goleiro e desesperado por não receber a bola na jogada da furada de Henrique, saiu mais rápido e emburrado do Pacaembu. “O Palmeiras merecia muito mais, muito mais”, falou o atacante argentino que estreou pelo Verdão neste domingo.