Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Time do Figueirense lamenta placar: "Deixamos de vencer"

Florianopolis (SC)

O Figueirense entrou em campo neste domingo diante de um adversário que, no início da rodada, ocupava a vice-liderança. Mesmo assim, o empate por 1 a 1 com o São Paulo não foi muito bem digerido pela equipe, que esteve perto de sair vitoriosa no Orlando Scarpelli.

"Deixamos de vencer. Com todo respeito (ao adversário), mas tivemos mais oportunidades do que eles. Acontece. Somamos um ponto, pelo menos", disse o lateral direito Leandro Silva, envolvido no lance que gerou expulsão do são-paulino Michel Bastos, nos minutos finais, quando o placar já era o definitivo.

"O cara ergueu a perna no meu rosto. Cabe ao juiz tomar a providência", comentou o jogador, que viu Wilton Pereira Sampaio mostrar o cartão vermelho depois de Michel Bastos atingir seu rosto com a chuteira direita, em dividida fora do campo, com os dois caídos no gramado.

O empate do São Paulo ocorreu bem antes, aos 30 minutos do primeiro tempo, em pênalti cometido por Paulo Roberto em Osvaldo e convertido pelo goleiro Rogério Ceni.

"Tem que tomar cuidado, porque era uma jogada dentro da área. Mas o juiz deu pênalti. Tínhamos tudo para sair com os três pontos. Agora é trabalhar para conseguir esses três pontos fora de casa", opinou o zagueiro Marquinhos, referindo-se ao duelo com o Internacional, em Porto Alegre, no próximo domingo.

Apesar de não ter conquistado o triunfo, o Figueirense amplia a série invicta para seis rodadas e segue se afastando cada vez mais da zona de descenso do Campeonato Brasileiro.