Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Tranquilo com coxa, Valdivia tem fratura no nariz e pode ser operado

São Paulo (SP)

Valdivia não jogava pelo Palmeiras desde 10 de maio, e o torcedor pode ficar mais tempo sem vê-lo após sua atuação destacada de 14 minutos na derrota para o São Paulo. Exames constataram uma fratura no nariz do jogador mais caro do elenco, que pode precisar de cirurgia.

A lesão ocorreu durante o treino de quarta-feira, quando o meia foi acidentalmente atingido por Wesley. Sem saber se havia fratura no local, o chileno apresentou inchaço e ficou com o olho um pouco mais roxo, mas nada que o impedisse de entrar em campo neste domingo.

No primeiro choque que sofreu no clássico, Valdivia desabou no gramado. De acordo com a sua assessoria de imprensa, teve dificuldades para respirar, sofrendo grande pressão na testa e tontura. O jogador foi sacado no início do primeiro tempo e saiu do Pacaembu durante o segundo tempo dizendo à rádio Globo não saber o que tinha aconteceu.

O médico do Palmeiras, Otávio Vilhena, se encontrou com Valdivia e o acompanhou para realizar exames em hospital da capital paulistana, quando foi constatada a fratura no nariz. Um otorrino indicará em consulta nesta segunda-feira se será necessária realizar uma cirurgia no local.

Em relação às dores na coxa direita, que fizeram o meia colocar a mão na região logo após o encontrão que o tirou do clássico, o discurso é de tranquilidade. Valdivia passará por exames no músculo, mas crê que as dores são apenas consequência do tempo sem jogar – antes deste domingo, tinha atuado em 23 de junho, na Copa do Mundo, e passou quase um mês sem treinar enquanto viajava por Emirados Árabes Unidos e Disney.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Chileno levou mão à coxa, desabou no gramado e se queixa de fratura no nariz ocorrida no treino de quarta