Futebol/Copa Sul-americana - ( - Atualizado )

Drubscky pede Serra Dourada lotado para volta contra o Flu

Goiânia (GO)

O Goiás foi derrotado pelo Fluminense, por 2 a 1, no Maracanã, pelo primeiro jogo da segunda fase da Copa Sul-Americana, mas o revés é animador para a comissão técnica esmeraldina. A equipe perdia por dois gols de diferença até os 48 minutos do segundo tempo, conseguiu descontar, e deixou a decisão aberta para a volta. Agora, o planejamento é contar com a torcida no Serra Dourada.

“A questão de abaixar o ingresso é com a diretoria. Eles que precisam ver onde o calo dói. Eu gostaria de ter o Serra Dourada lotado, que até vaiasse a nossa equipe no final do jogo, mas que não tivesse medo de comparecer ao estádio e abrir o peito. Convocar o torcedor não me custa nada, mas o treinador que está falando não está com muita moral com o torcedor”, afirmou o comandante goiano.

A fase do time esmeraldino não é boa. Após cinco jogos sem vencer no Campeonato Brasileiro, o Goiás se afastou dos líderes, passou a figurar na parte de baixo de tabela, e aposta na Sul-Americana para recuperar a confiança. A derrota por 2 a 1, pelo regulamente usar o gol fora como critério de desempate, foi comemorada.

Após o apito final, ao analisar o desempenho goiano, o treinador Ricardo Drubscky afirmou que seus jogadores fizeram exatamente o que foi pedido. “No intervalo eu falei para os jogadores que precisávamos fazer pelo menos um gol, porque um gol nos colocava plenamente na competição. É o que a gente conseguiu, fizemos para conseguir mais”.

Mesmo com a derrota para o Fluminense fora de casa, o time esmeraldino precisa de uma simples vitória por 1 a 0 diante da sua torcida, no Serra Dourada, para garantir classificação. O segundo jogo do confronto está marcado para a próxima quarta-feira, às 22 horas (de Brasília).