Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Valdivia admite dor muscular, mas alega tontura para sair e fará exame

São Paulo (SP)

A participação de Valdivia foi destacada no Choque-Rei, mas durou 14 minutos. Após dividir com Kaká, o chileno colocou a mão na coxa direita e desabou no gramado do Pacaembu cobrindo o rosto. Admitiu aos médicos do Palmeiras que está com dor muscular, mas alegou tontura para ser substituído.

“Ele falou que está com dores, mas disse que saiu do jogo por tontura. Depois do jogo, vamos fazer exames”, informou o médico do Verdão, Otávio Vilhena, no intervalo do clássico.

O jogador mais caro do elenco, porém, saiu do Pacaembu andando, ainda durante o segundo tempo. De acordo com a rádio Globo, caminhou normalmente e afirmou também não saber o que havia ocorrido com ele no momento em que foi trocado por Felipe Menezes.

“No treino de quarta-feira, ele teve um choque na face, no nariz, no olho e o local está mais inchado do que o normal”, comentou Vilhena, lembrando lance com Wesley no qual o meia só voltou a treinar quando Gareca fez questão de levantá-lo.

Felipe Menezes, que entrou em campo no primeiro tempo no lugar de Valdivia, saiu nos minutos finais sob vaias da torcida. Mas os palmeirenses ainda não podem saber quando verão de novo o camisa 10 que, antes de jogar neste domingo, passou quase um mês viajando por Emirados Árabes Unidos e Disney achando que não estava mais no clube.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Valdívia chegou a colocar a mão na coxa, mas alegou tontura para sair do Choque-Rei vencido pelo São Paulo