Futebol/Campeonato Brasileiro Série A - ( - Atualizado )

Ameaçada, Chape quer aproveitar mando de campo para voltar a vencer

Chapecó (SC)

Após dois revezes seguidos fora de casa, contra Botafogo e Cruzeiro, a Chapecoense espera que o retorno à Arena Condá e o fato de jogar diante da torcida reflitam na conquista de três pontos na partida diante do Goiás, neste sábado, a partir das 21h (de Brasília). A dois pontos de entrar na zona da degola, o alviverde catarinense precisa da vitória para se manter longe da ameaça do rebaixamento em seu primeiro ano na elite do futebol brasileiro.

Tendo balançado a rede em apenas duas vezes nos últimos 180 minutos em campo, somando os jogos no Maracanã e no Mineirão, a Chape precisa fazer o ataque voltar a funcionar. Repatriado na pausa para a Copa do Mundo, o atacante Bruno Rangel – artilheiro da campanha que culminou no acesso do time em 2013 – voltou a marcar contra o Cruzeiro, na última rodada, e espera ter mais confiança a partir de agora.

“Perdemos o jogo, poderíamos ter saído com outro resultado. Mas o gol foi importante para dar mais confiança e para eu ter mais tranquilidade quando outras oportunidades aparecerem”, comentou o camisa 9, que deve ser titular no duelo contra a equipe esmeraldina.

O lateral direito Fabiano, ciente do alto grau de competitividade da Série A, assegurou que o aprimoramento físico e técnico precisa ser contínuo e que, durante o jogo, há diversos momentos que exigem diferentes posturas. “Não dá para dizer que a equipe tem que se soltar mais. Quando somos pressionados, é um momento de marcar forte, e quando tivermos a posse de bola, aí sim é o momento de agredir o adversário”, comentou.

Ao mesmo tempo que o time precisa buscar a vitória, não pode descuidar do setor defensivo. De acordo com Fabiano, isso depende da organização da equipe dentro de campo. “Jogando dentro de casa, é preciso ter muita organização dentro de campo. Agredir o adversário com a posse de bola e agrupar as linhas de marcação para não sermos surpreendidos”, alertou.

Divulgação
Elenco catarinense treina focado para voltar a vencer no Brasileiro e respirar na tabela de classificação