Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Botafogo visita sensação Ceará precisando da vitória

Rio de Janeiro (RJ)

Líder da Série B do Campeonato Brasileiro e jogando um futebol eficiente na Copa do Brasil. Esse é o Ceará, desafio do Botafogo nesta quarta-feira, às 22h(de Brasília), na Arena Castelão, em Fortaleza (CE), em confronto válido pela rodada de volta das oitavas de final do torneio. Na ida os cearenses, mesmo preservando alguns titulares, arrancaram uma vitória por 2 a 1 no Rio de Janeiro e agora jogam pelo empate. Aliás, o Vozão pode até mesmo perder por 1 a 0, já que os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate. Aos cariocas resta devolver o 2 a 1 e forçar a disputa de pênaltis ou ganhar por dois ou mais gols de vantagem. Triunfo por um gol de diferença também serve aos botafoguenses, mas a partir de 3 a 2.

O Botafogo ganhou novo ânimo para este jogo após vencer o Santos por 1 a 0, no domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado fez o time se distanciar um pouco mais da zona de rebaixamento.

“Nós acreditamos que podemos conseguir a classificação, mesmo reconhecendo que o Ceará tem um time de muita qualidade e que fez um grande jogo no Rio de Janeiro, o que não chega a surpreender pela boa temporada que vem conseguindo. Mas o Botafogo demonstrou contra o Santos um futebol muito eficiente e também pode sonhar com o posto nas quartas de final. Acredito em um duelo muito equilibrado, mas podemos voltar do Ceará classificados”, disse Vagner Mancini, técnico do Botafogo.

O pensamento do Botafogo em termos de classificação é motivo de preocupação no Ceará, que não vê a fatura liquidada.

“Nós conseguimos um grande resultado na partida de ida, mas apenas isso. Não estamos garantidos. O Botafogo tem qualidade, jogadores experientes e em condições de ganhar da gente se não nos esforçarmos. Vamos entrar em campo no Castelão sem pensar no que aconteceu no jogo de ida. Temos que jogar como se apenas a vitória nos interessasse”, afirmou Sérgio Soares, comandante do Ceará.

Divulgação/Ceará S.C.
Sérgio Soares avisou que o Ceará vai entrar em campo sem pensar no resultado alcançado na partida da ida

Cientes de que o rival é forte, o Botafogo acredita que apenas tomando a iniciativa do jogo vai conseguir seu objetivo.

“O Ceará vai jogar em casa e a torcida deve tentar empurrar o time para a vitória. Não podemos permitir que isso aconteça. Temos que tomar a iniciativa do jogo, controlar as ações, pois somente assim vamos estar em condições de chegarmos ao nosso objetivo. Vamos precisar ser ofensivos, mas sem ficarmos expostos”, explicou o lateral direito Edilson.

Em termos de escalação o Botafogo tem problemas. O goleiro Jéfferson, servindo a Seleção Brasileira em amistosos internacionais, fica de fora, assim como o atacante Bruno Corrêa, que sofreu um estiramento na panturrilha direita. Assim, Andrey será o goleiro titular. No ataque, Ferreyra, que cumpriu suspensão diante do Santos, reaparece. Reserva, o atacante Rogério fica de fora pois está suspenso, já que foi expulso na ida.

Divulgação/Botafogo F. R.
Juan Carlos Ferreyra deve aparecer na equipe titular do Botafogo contra o Ceará (Foto:Vitor Silva / SSPress)

Pelo lado do Ceará, dessa vez Sérgio Soares não pretende preservar titulares e deverá mandar a campo a equipe que no fim de semana derrotou o Luverdense por 3 a 1 e se consolidou como líder da Série B.

O classificado deste duelo vai enfrentar na próxima fase o ganhador do encontro entre Santos e Grêmio. Na ida o Peixe ganhou por 2 a 0 e a partida de volta, que aconteceria nesta quarta-feira, foi suspensa por conta dos atos de racismo contra o goleiro Aranha que aconteceram no primeiro jogo, no Rio Grande do Sul. O caso será julgado e o Tricolor gaúcho pode ser punido com a eliminação.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ-CE X BOTAFOGO-RJ

Local: Arena Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 3 de setembro de 2014 (Quarta-feira)
Horário: 22h(de Brasília)
Árbitro: AINDA NÃO DIVULGADO
Assistentes: AINDA NÃO DIVULGADOS

CEARÁ: Jaílson, Samuel, Alex Lima, Anderson e Vicente; João Marcos, Ricardinho, Eduardo e Nikão; Magno Alves e Bill
Técnico: Sérgio Soares

BOTAFOGO: Andrey, Edilson, Bolívar, André Bahia e Junior Cesar; Gabriel, Mario Bolatti, Cachito Ramirez e Daniel; Emerson Sheik e Tanque Ferreyra
Técnico: Vagner Mancini