Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Caso Petros envolve opiniões divergentes até no STJD

São Paulo (SP)

A possibilidade da perda de até 21 pontos no Campeonato Brasileiro veio como uma bomba no Corinthians. Contudo, nem mesmo os integrantes do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) carregam uma opinião unânime em relação à polêmica com o meia Petros. Segundo apurou a reportagem, há auditores que concordam que o Timão corre riscos em um possível processo, mas outros não observam qualquer irregularidade no caso.

Contudo, o simples fato de ter uma suspeita de erro não recorre em denúncia. É uma situação diferente de atos de violência ou indisciplina dentro de campo em que a procuradoria do STJD tem o poder de levar a julgamento, analisando imagens das emissoras de televisão.

O processo de Petros só pode ser aberto de duas formas: através da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e Federação Paulista de Futebol (FPF), que participam do registro do atleta, ou pela iniciativa de algum clube que seria interessado na perda de pontos do Corinthians.

“A procuradoria não pode se basear em uma matéria de jornal. Por enquanto, não há motivos para iniciar uma denúncia”, comentou uma pessoa ligada ao STJD que conversou com a reportagem da GE.net.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Situação de Petros (meio) gera indefinição no Corinthians para a sequência do Campeonato Brasileiro

A polêmica promete proporcionar intenso debate pelo fato de não ter jurisprudência no caso. “Se houve um caso parecido envolvendo outros atletas e clubes, ninguém percebeu, então não houve processo”, disse o integrante do STJD.

O certo é que, mesmo que o Corinthians seja denunciado, não há a certeza de punição. Mas uma condenação atrapalharia a vida da equipe de Parque São Jorge, que atualmente está na zona de classificação para a Copa Libertadores da América e passaria a amargar a última colocação. Portanto, muitos clubes podem se beneficiar e até pedir a abertura do processo contra o Timão.