Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Com seis desfalques, Palmeiras fará treino secreto antes de viajar

São Paulo (SP)

Alberto Valentim realmente faz questão de esconder a escalação que entrará em campo no primeiro jogo do Palmeiras sem Ricardo Gareca. O técnico optou por treinar com portões fechados na manhã desta quarta-feira antes de viajar para enfrentar o Atlético-MG, no dia seguinte, em Belo Horizonte.

O clube informou que o elenco inicia os trabalhos nesta quarta-feira às 10 horas (de Brasília), mas a imprensa poderá entrar na Academia de Futebol somente 45 minutos depois. O técnico interino dará entrevista coletiva pouco depois, mas dificilmente dará alguma pista da escalação.

Entre as poucas certezas em relação ao time, estão as ausências. O goleiro Fernando Prass segue como desfalque por se recuperar de cirurgia no cotovelo direito, assim como o zagueiro Thiago Martins, com dores no joelho direito que operou em janeiro, e o lateral direito Wendel, os volantes Wesley e Bruninho e o meia Valdivia, todos com problemas musculares.

Fernando Dantas/Gazeta Press
Valentim comandará treinamento fechado para tentar levantar o Palmeiras após a saída de Gareca
Dos que não estiveram à disposição na derrota de sábado, para o Inter, voltam o volante Josimar, impedido de atuar por pertencer ao clube gaúcho, os zagueiros Gabriel Dias, Victorino e Tobio, que estavam lesionados (o argentino também cumpriu suspensão), e o atacante Henrique, que pagava gancho por acúmulo de cartões amarelos.

Nas duas atividades que comandou, Alberto priorizou trabalhos técnicos para indicar as movimentações dos atletas, reduzindo o campo e exigindo rápida troca de passes. Mas nenhum dos times utilizados, aparentemente, serve como base para definir a escalação.

A missão palmeirense em Minas Gerais, no confronto marcado para as 20 horas (de Brasília) de quinta-feira, é reverter a derrota por 1 a 0 no Pacaembu para chegar às quartas de final da Copa do Brasil.