Futebol - ( - Atualizado )

Corintianos comemoram bom primeiro tempo e vaga tranquila

São Paulo (SP)

Os jogadores do Corinthians deixaram o gramado do estádio de Itaquera aliviados com a classificação relativamente tranquila às quartas de final da Copa do Brasil. A equipe precisava bater o Bragantino por dois gols de diferença, marcou três em menos de vinte minutos e só levou um aos 44 do segundo tempo.

“Foi uma pressão organizada, dentro do que a gente tinha planejado. Deu certo”, afirmou Fábio Santos. “Foi uma classificação merecida, claro, principalmente pelo bom primeiro tempo que fizemos. Foi de suma importância para a gente ter tranquilidade no segundo. Está de parabéns o grupo todo”, acrescentou Ralf.

Com 3 a 0 no placar, o Corinthians adotou um comportamento bem mais defensivo no segundo tempo, limitando-se a marcar. Houve alguns sustos até que o Bragantino, marcasse, já aos 44 minutos. Os visitantes não tiveram tempo para ensaiar uma pressão mais forte.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
O capitão Ralf aprovou o comportamento do Corinthians em momento difícil na Copa do Brasil
“A gente fez um grande primeiro tempo. No segundo tempo, seguramos demais o jogo. De qualquer maneira, vencemos e conseguimos a classificação”, comentou Renato Augusto, cuja opinião foi parecida com a apresentada pelo chefe cerca de uma hora mais tarde.

“Não temos uma explicação lógica dentro dos fundamentos do jogo. Voltamos com a mesma formação. O adversário arriscou mais, projetou os laterais e não conseguiu criar chances a não ser chutes de fora da área. Mas ficou mais com a bola, a gente não segurou a bola com qualidade. Quando você faz isso, o adversário aproveita”, disse Mano Menezes.

O técnico citou como fator atenuante as várias mexidas que teve de fazer em sua desfalcada equipe, com jogadores não acostumados a atuar por 90 minutos. Apontou ainda a “questão psicológica”, com os jogadores naturalmente administrando o bom placar. Por fim, de qualquer maneira, valorizou o trabalho feito em Itaquera.

“O mais importante de hoje era conquistar a classificação, ter o início que tivemos, com a definição da maneira que tínhamos de jogar. Era pelos lados. Criamos um bom número de situações, o suficiente para uma bela atuação no primeiro tempo e os três gols”, concluiu o gaúcho.