Futebol/ Bastidores - ( - Atualizado )

Ex-presidente Hélio Dourado é o novo patrono do Grêmio

Porto Alegre (RS)

O ex-presidente do Grêmio, Hélio Dourado, 84 anos, recebeu nesta terça-feira a maior distinção dada dentro do clube: o título de patrono. O diploma foi concedido pelo Conselho Deliberativo, que se reuniu de forma extraordinária especificamente com este propósito.

Dourado presidiu o Grêmio entre 1975 e 1981, e é reconhecido como um dos maiores e mais importantes presidentes do Tricolor em todos os tempos. Entrou para a história do clube gaúcho como o presidente que concluiu o Olímpico, construindo o anel superior do estádio do bairro Azenha em uma campanha que contou com o apoio e doações de gremistas do Brasil inteiro.

Extremamente identificado com a velha casa tricolor, chegou a afirmar, em 2012, que jamais poria os pés na Arena. Segundo Dourado, era possível reformar o Olímpico e torna-lo um estádio moderno como a atual sede gremista.

Foi também em seu mandato que o Tricolor interrompeu a série vitoriosa do Internacional nos anos 70 e iniciou seu maior período de glórias. Com Dourado, o Grêmio foi campeão gaúcho em 1977 (após ver o rival Inter ser octacampeão), 1979 e 1980, e ganhou seu primeiro Brasileirão, em 1981. Sua gestão cimentou o caminho para que o sucessor, Fábio Koff, conquistasse a Libertadores e o Mundial Interclubes em 1983.

A distinção de patrono é tão valiosa dentro do Grêmio que Hélio Dourado é apenas o terceiro homem em 111 anos de fundação do clube a receber este título. O primeiro foi Aurélio de Lima Py, entre 1946 e 1949. O segundo foi Fernando Kroeff, patrono por 38 anos, entre 1959 e 1997.

Divulgação/Grêmio
O Conselho Deliberativo do Grêmio concedeu ao ex-presidente Hélio Dourado o título de Patrono do Clube