Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Grohe pede foco no Flamengo, mas admite apreensão com julgamento

Porto Alegre (RS)

A suspensão da partida entre Santos e Grêmio, pela Copa do Brasil, deu ao Tricolor Gaúcho uma semana livre de jogos, apenas para treinos. O próximo compromisso é sábado, pelo Campeonato Brasileiro, contra o Flamengo. Ainda assim, o foco não está voltado somente para o jogo do final de semana: o julgamento que o clube sofrerá nesta quarta, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, também preocupa os jogadores.

O goleiro Marcelo Grohe admite preocupação com a situação do Tricolor, que pode até ser excluído da Copa do Brasil por conta das ofensas racistas proferidas por torcedores seus contra o goleiro santista Aranha: “nós acreditamos no departamento jurídico do clube. Estamos focados no jogo contra o Flamengo, mas é claro que o julgamento nos deixa numa situação apreensiva para a sequência da temporada”, reconhece Grohe.

“A gente torce para que seja feita a justiça e que o clube não sofra danos. Já foram identificadas as pessoas, e o Grêmio está trabalhando nisso”, continua o goleiro, triste por ver a imagem do Tricolor associada a atos racistas: “a gente fica triste. Nós, jogadores, estamos tristes com o que aconteceu. Muito tem se falado que o Grêmio é um clube racista, mas não é. Temos vários jogadores negros no elenco, torcedores, nomes históricos. Estamos nessa campanha para que esses fatos não aconteçam novamente”, explicou.

Caso pegue a pena máxima no STJD, o Grêmio pode ser excluído da Copa do Brasil. O clube ainda pode sofrer uma multa de até R$ 200 mil e sofrer pena de cinco a dez jogos sem o mando de campo. Caso prossiga na competição, a situação ainda assim é difícil, afinal, o Tricolor perdeu para o Peixe, na Arena, por 2 a 0 na partida de ida.

Lucas Uebel/GFBPA
Marcelo Grohe está preocupado com a situação do Grêmio no STJD; Clube pode ser excluído da Copa do Brasil