Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Interino nega descontentamento e promete dar equilíbrio ao Verdão

São Paulo (SP)

Assumir o Palmeiras de forma interina não é novidade para Alberto Valentim. E se as cinco vitórias em sete jogos no primeiro semestre não foram suficientes para render a efetivação, o mesmo acontecerá desta vez. Apesar de estar com os dias contados devido à chegada de Dorival Júnior, o interino nega ciúmes e procura acertar ajustes nesta semana para que o contratado encontre uma equipe organizada.

“Não esperava continuar. Na conversa que tive com a diretoria, eu assumiria o time no treino da segunda-feira, não me prometeram nada quanto a jogos. Minha função é fazer parte da comissão técnica para ajudar da melhor forma possível”, afirma Valentim, que já tinha assumido o Verdão em maio, após a demissão de Gilson Kleina, e agora substitui Ricardo Gareca.

Mas engana-se que a contratação de Dorival. Isenta o interino de responsabilidade. Escolhido para comandar o Palmeiras em decisão contra o Atlético-MG nesta quinta-feira, Valentim opta por não comparar os momentos e deixa claro seu objetivo neste meio de semana.

“O que passou, passou. Fico feliz em ter ajudado o Palmeiras naquela oportunidade, mas agora meu pensamento é a Copa do Brasil. Sabemos que estamos em desvantagem, mas temos plenas condições de reverter”, acredita. “Meu papel agora é fazer com que o Palmeiras saia classificado de Belo Horizonte.”

Djalma Vassão/Gazeta Press
Após comandar o Verdão em sete jogos, Valentim desta vez assume comando por apenas um jogo
A promessa pode não empolgar o palmeirense desde já, mas a prova de fogo será às 20 horas (de Brasília) desta quinta-feira. Em duelo no estádio Independência, a equipe palestrina precisa reverter resultado após perder o jogo de ida por 1 a 0 no Pacaembu, mas o técnico promete melhora.

“Será uma equipe equilibrada. Na hora de defender, todos vão defender. No ataque a mesma coisa, sempre procurando ter o máximo de oportunidades e dar o mínimo ao Atlético Mineiro”, projeta. “O importante é que o time esteja entrosado defensiva e ofensivamente, sabendo fazer a leitura do jogo”, finaliza Valentim, que deve dar lugar a Dorival antes do embate deste final de semana com o Atlético-PR.