Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Palmeiras desafia Galo por um sopro de esperança no ano do centenário

Belo Horizonte (MG)

Com o orgulho ferido no ano de seu centenário, o Palmeiras tenta renovar as esperanças de seu torcedor na noite desta quinta-feira. Em visita ao Atlético-MG, o Verdão precisa reverter a derrota por 1 a 0 sofrida no primeiro jogo para avançar às quartas de final da Copa do Brasil. Tendo o mata-mata como única chance de título na temporada, o Alviverde não deve ter vida fácil no estádio Independência.

O Galo não faz boa campanha no Brasileiro e também enxerga no torneio a chance de terminar a temporada com um título nacional. A vitória no Pacaembu na última semana garante a vantagem do empate, mas o atacante Luan refuta acomodação no duelo a ser disputado a partir das 20 horas (de Brasília) desta quinta-feira.

“Temos uma vantagem razoável, um gol, e um jogo difícil. Eles trocaram o treinador, o grupo pode dar uma motivada e, com certeza, não será nada fácil. Muitos jogadores nossos machucaram, o Tardelli foi para a Seleção e ter essa oportunidade de entrar jogando vai ser muito bom. Espero sair com a vitória, a torcida comparecendo, nosso caldeirão, mas deixando bem claro que vai ser um jogo bastante difícil contra o Palmeiras”, declara.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Galo garante vaga nas quartas se parar Henrique e cia. para sair do Independência sem tomar gols
Como bem lembra o jogador, Levir Culpi teve que quebrar a cabeça para vários desfalques e escalar o Atlético-MG. O atacante Diego Tardelli e o lateral Douglas Santos estão fora do jogo porque servem a Seleção Brasileira, principal e sub-20, respectivamente. O lateral direito Marcos Rocha e o meia-atacante Guilherme estão recuperados de lesão, mas ainda precisam aprimorar a forma física.

Para completar a lista de ausências, o treinador perdeu Marion, Josué e Maicosuel, todos entregues ao departamento médico. Para compensar as baixas, o atacante Luan e o armador argentino Dátolo estão liberados após cumprir suspensão no Campeonato Brasileiro.

Mas os desfalques adversários em pouco ajudam o Palmeiras, que ultimamente tem mais lutado contra os próprios demônios do que com forças rivais. Em situação delicada na temporada, o Verdão demitiu Ricardo Gareca no início da semana e anunciou Dorival Júnior como substituto, mas o duelo com o Galo ficou no meio do caminho.

Com o interino Alberto Valentim no banco de reservas, o Alviverde tem missão de apresentar maior equilíbrio em campo. “O que pedi aos jogadores é que sejamos organizados defensiva e ofensivamente”, explica o treinador temporário, que projeta adversário agressivo fora de casa e cobra organização de seus comandados.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Treinador palestrino tem missão única de entregar equipe classificada ao contratado Dorival Júnior
“Acredito que eles não vão usar muito essa vantagem de ficar lá atrás esperando, então precisamos ficar atentos para não tomar o gol. Se fizermos 1 a 0, as coisas se igualam e não tem mais vantagem pra ninguém. Vamos buscar essa classificação, mas com ordem e disciplina tática. Com muito cuidado para não tomar um gol, para que a gente faça esse gol e depois tentaremos o segundo.”

Para seguir vivo no torneio a equipe palestrina conta com o retorno do centroavante Henrique, que no último sábado cumpriu suspensão no Brasileiro. O lateral direito Wendel, em compensação, foi vetado devido a dores musculares. Fernando Prass, Thiago Martins, Bruninho, Wesley e Valdívia também estão fora. Assim, Valentim fez bastante mistério a cerca da escalação.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG X PALMEIRAS

Local : Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 04 de setembro de 2014, quinta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Bruno Raphael Pires (GO) 

ATLÉTICO-MG: Victor; Alex Silva, Leonardo Silva, Jemerson e Pedro Botelho; Leandro Donizete, Rafael Carioca e Dátolo; Luan, Carlos e Jô
Técnico: Levir Culpi

PALMEIRAS : Fábio; Weldinho, Lúcio, Tobio e Juninho; Marcelo Oliveira, Mendieta (Renato), Allione e Felipe Menezes (Leandro); Diogo (Felipe Menezes) e Henrique
Técnico: Alberto Valentim