Futebol/Campeonato Brasileiro Série B - ( - Atualizado )

Passagem de Hélio dos Anjos pelo Dragão tem fim após dois meses

Goiânia (GO)

A segunda passagem de Hélio dos Anjos pelo comando do Atlético-GO foi efêmera. Dois meses após sua contratação, o treinador não resistiu à sequência de resultados negativos e, contestado pela torcida, teve a demissão comunicada pelo clube nesta quarta-feira. Os revezes recentes fizeram a equipe despencar na tabela de classificação, deixando a parte de cima e se aproximando da zona da degola.

Apesar de se mostrar preparado para um eventual desligamento em seus comunicados à imprensa, dizendo reconhecer o momento do futebol brasileiro, Hélio foi pego de surpresa ao ser demitido após a derrota de 3 a 0 para o Boa, em pleno Serra Dourada, na última rodada. A derrota foi a quarta em sequência da equipe, que não sabe o que é vencer desde meados de agosto.

O diretor de futebol do clube, Adson Batista, fez questão de agradecer aos serviços prestados, mas reforçou que a mudança era necessária. “Nós entendemos que era o momento de mudar a filosofia e tem algumas situações que são internas do clube. Fica aqui meu agradecimento ao Hélio dos Anjos, um grande profissional. O Atlético tem uma estrutura, um nome a zelar, e não pode ser goleado da forma que foi. Por isso a necessidade de mudar”, comentou o cartola do rubro-negro goiano.

Em onze jogos à frente do time, o técnico acumulou um repertório mediano, com cinco vitórias e seis derrotas. No período em que comandou a equipe, pouco mais de dois meses, Hélio se envolveu em polêmicas com alguns jogadores e não resistiu à pressão do elenco, aliada às demandas do torcedor e da diretoria por um time mais competitivo.

Divulgação/Atletico-GO
Após somar quatro resultados ruins consecutivos, Hélio dos Anjos foi demitido do comando do Dragão