Gilmar e Nonata, campeões de um legítimo torneio de cross country

Wagner Carmo/Cbat
Wagner Carmo/Cbat

Poucas vezes o terreno esteve tão propício a uma prova de cross country quanto no domingo, em Rio Claro no circuito de 2 km, montado no Parque Lago Azul. Com pequenas subidas e descidas, o chão estava mais pesado com as chuvas que caíram na região.

Assim, um sabor especial tiveram as vitórias de Gilmar Silvestre Lopes e Cruz Nonata da Silva, campeões da prova na categoria adulta na Copa Brasil/Caixa de Cross Country.

Gilmar, primeiro nos 12 km, manteve a família Silvestre Lopes no topo da competição pelo segundo ano seguido, já que no ano passado a Copa foi conquista por seu irmão gêmeo, Gilberto.

Já Nonata começou bem a temporada 2013, levando a vitória nos 8 km, e mostrou que este ano é a favorita para vencer as principais competições nacionais. Em 2012 ela venceu os 5.000 m e os 10.000 m no Troféu Brasil e em 2011 ganhou prata nas duas provas no PAN de Guadalajara.

Também a comemorar a vitória de Wewerton Fidelis na categoria menor. Ele venceu bem os 4 km da prova e está credenciado, assim, a outros bons resultados na temporada. Na verdade, ele conquistou o bicampeonato na categoria até 17 anos, depois de ter conquista duas medalhas no Festival Olímpico da Juventude, na Austrália.

No Estádio Olímpico de Sydney, Wewerton foi campeão dos 3.000 m e medalha de bronze nos 1.500 m. Portanto, pode lutar por uma vaga no Mundial de Menores, que será disputado em julho próximo em Donetsk, na Ucrânia.