Felipão volta para vencer

AFP

AFP

Luiz Felipe Scolari já nem precisava tentar mais nada no futebol. Seu currículo completo, sua experiência e o respeito mundial que ostenta constituem uma obra acabada, muito bem acabada, por sinal. Ainda assim, aceitou a tarefa complicadíssima, avaliar toda a obra deixada por Mano Menezes, modificá-la (ou não) no que for preciso, dar à Seleção seu estilo e buscar torna-la, de novo, campeã do mundo.

Como todos, claro que ele sabe quanto vai ser difícil seu trabalho. O nivel de nosso futebol anda baixo, o próprio time nacional caiu muito no ranking da Fifa e, mais que isso, o tempo de que dispõe para modificações não é nada grande.

O jeito será sair correndo ao encontro dos treinadores das equipes do país, ouvi-los, assistir ao maior número possível de vídeos de jogos e, num tempo recorde, eleger seus favoritos a convocar.

Felipão sabe que o país espera uma equipe que jogue moderno, agressiva, vencedora e seja capaz de explodir em conquistas dignas da tradição nacional. O que quer dizer, simplesmente, um time capaz de vencer a Copa das Confederações e conquistar a Copa Mundial da Fifa.

Para um técnico que não relutou em assumir o cargo, sua volta significa que não entra nessa para perder. Tomara que dê tudo certo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>