Diarreia corintiana no Japão

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Depois de acompanhar a transmissão da vitória do Corinthians contra o Al Ahly, lembrei-me de uma piada do monstro das anedotas Ary Toledo. Lembram-se daquela que o camarada passa muito tempo desejando uma determinada mulher gostosona e, na hora do vamos ver, ele tem uma diarreia.

Isso mesmo. O primeiro tempo corintiano foi sensacional. Se impôs, conquistou o que precisava e marcou seu gol. Que seria o dá vitória e a consequente classificação para a grande decisão. Primeiro objetivo foi alcançado.

Traçando um paralelo com a piada do Ary Toledo, digamos que foi uma ejaculação precoce. Mas, para não acabar com o embalo da conquista, teríamos a noite toda para confirmar o desempenho. Ou seja, viria ainda o segundo tempo.

O Corinthians conseguiu frustrar sua enorme torcida presente no estádio Toyota e nos locais onde pode acompanhar as transmissões. Não jogou nada, digamos que teve uma diarréia. Ainda bem que não sofreu gol e espantou a falta de jogo, o fantasma africano, a ansiedade da estreia e aliviou a carga emocional.

Agora, é só esperar e descansar. O adversário preferido é o Chelsea. Se perder será para o campeão europeu. Se ganhar a vitória será mais valorizada. Também acho. Contra adversário mexicano estamos virando fregueses.

2 comentários em “Diarreia corintiana no Japão

  1. o timão foi inteligente e vc fala em diarréia corinthiana, francamente dódói se ganha fala mal se perde fala mal tambem, diarréia tá saindo da sua boca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>