Estranha caridade

AFP

AFP

Bristol (EUA) – A Union Cycliste Internationale é a Federação Internacional  de Ciclismo. A FIFA do ciclismo, se vocês quiserem. É a entidade responsável pelo fiel  exercício das normas disciplinares do esporte, inclusive o controle de doping. Mas agora acaba de se revelar que em 2002, quando Lance Armstrong era investigado por uso de doping, a Union Cycliste Internationale recebeu dele uma “doação” de cem mil dólares.

Será que Lance Armstrong estava apenas praticando uma caridade? Se estava, deveria ter feito, por exemplo, uma doação à Cruz Vermelha Internacional ou entidade semelhante. Mas dar dinheiro à Union Cycliste Internationale e esta aceitar dinheiro dele, lembra muito a história do motorista que contribui com “algum” para o guarda tomar uma cervejinha.

3 comentários em “Estranha caridade

  1. Li na Folha de São Paulo que ele em 1993 comprou 03 etapas do campeonato americano de ciclismo, para ganhar um bônus de 1 milhão de dólares que tinha no contrato de um de seus patrocinadores.
    Agora me parece que todos os podres dele vão aparecer, só não entendo porque demorou tanto para isto aconteçer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>