What next?

Foto: AFP

Beckham exibe seu relógio assistindo ao jogo entre Los Angeles Lakers and Phoenix Suns

Bristol (EUA) – Nos últimos dias o New York Times vem publicando um anúncio em duas páginas centrais, horizontal, ocupando toda a metade inferior, de David Beckham fazendo a propaganda de um relógio de luxo. Nele, Beckham é chamado de “ícone global” e é a pura verdade. Ele pode não ter sido um Pelé, um Maradona, um Di Stéfano, um Cruyff ou um Messi, mas seu valor comercial é inexcedível, superior a todos eles.

Beckham está a ponto de conquistar mais um campeonato americano pelo Los Angeles Galaxy – o que, é claro, é bem menos importante do que ter passado pelo Manchester United, o Real Madrid, o Mílan e ter sido cobiçado pelo novo PSG. Ele acaba de confrmar que esta é sua temporada final em Los Angeles e todos se perguntam: “What next?”

Falam no futebol australiano, mas acho pouco, mesmo para um Beckham em fim de carreira. Para mim, ele pretende ter ainda uma temporada final na Europa, uma  espécie de canto do cisne, talvez no próprio PSG turbinado pelos dólares do Qatar.

O curioso é que, no início do ano, quando foi procurado pelo PSG, Beckham disse que ia ficar em Los Angeles porque “era o ideal para seus filhos” que estavam na escola. Humm, e a educação francesa não vale alguma coisa?

Acho que era mais por causa dos negócios de sua mulher, Victoria Beckham. Mas a marca de Victoria Beckham também já está firmemente estabelecida no mundo da moda americana e ela pode pensar em voltar ao Velho Continente.

Para onde Beckham vai é ainda nebuloso. Atrevo-me porém a opinar que seu destino não é o Palmeiras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>