Americanos começam mal

ORLANDO SIERRA / AFP

ORLANDO SIERRA / AFP

Bristol (EUA) – Acho que a classificação da seleção dos Estados Unidos para a Copa do Mundo no Brasil vai ser mais complicada do que Jurgen Klinsmann estava pensando. Outro dia (vejam abaixo) reproduzi declarações de Klinsmann dizendo que os Estados Unidos são o melhor time no hexagonal da CONCACAF, mas ele está enganado.

Sem Landon Donovan, a seleção dos Estados Unidos não tem um único jogador criativo e isto ficou bem evidente na derrota para Honduras por 2 a 1, nesta quarta-feira, no campo do inimigo. Os americanos saíram na frente, numa bobeada da defesa adversária, que deixou Clint Dempsey penetrar completamente livre, mas Honduras já era o melhor time em campo, empatou num sensacional gol de bicicleta e continuou a dominar no segundo tempo.

Foi um começo desastrado para os americanos. Dizem que Landon Donovan está numa crise existencial. Declarou que precisa de “um descanso do futebol” e não quer se comprometer nem com o Los Angeles Galaxy nem com a Seleção dos Estados Unidos.

Mas se ele não voltar, não vejo muito jeito do time americano melhorar. A classificação na CONCACAF não é das mais difíceis: em seis times, três entram diretamente e o quarto vai para uma repescagem contra o vencedor da Oceania.

Entretanto, terminar em primeiro na CONCACAF, como Klinsmann andou apregoando, acho que vai ser difícil. México, Costa Rica, Jamaica e Panamá não são bobos. Honduras já fez seu estrago.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>