Anderson Silva dá show novamente e Minotauro volta a vencer no UFC Rio 153

Brasileiro comemora após vitória no Rio - Foto - Divulgação - UFC

O Rio de Janeiro, recebeu de braços abertos a mais uma edição do UFC Rio 153.

Contando com as duas lendas brasileiras do MMA, Anderson Silva e Rodrigo Minotauro, a arena vendeu todos os mais de 16 mil ingressos colocados a venda.

O brasileiro Anderson Silva é o atual campeão peso médio do UFC, possui a maior sequência de vitórias no evento, e a maior sequência de defesas de título do evento e anotou em seu cartel mais uma vitória, desta vez do norte americano Stephan Bonnar (Que perdeu sua segunda luta no Brasil, já havia perdido para o ex campeão peso meio-pesado Lyoto Machida), considerado o maior lutador peso-por-peso da história do MMA, além de salvar o main event do UFC Rio 3 (UFC 153).

Dando mais um show, Anderson começou mal, teve o queixo testado pelo norte americano Stephan Bonnar, levou muitos golpes contundentes mas suportou muito bem,  neste round inicial, a luta teve muitos “clinchs”, com algumas tentativas de queda frustradas do norte americano.

Mas como sempre, do jeito que estamos acostumados a ver, Anderson impoês seu ritmo na luta, tentou derrubar Bonnar, que se defendeu, porém, perdeu o equilíbri dando as costas para Anderson que correu atrás e acertou uma linda joelhada voadora  no queixo de Bonnar (que nunca havia sido nocauteado ou finalizado), que sentiu o golpe e caiu, Anderson foi para cima e socou até a interrupção do árbitro, decretando o final da luta e mais uma vitória por TKO na categoria meio pesado para Anderson Silva.

Nesta categoria no UFC, Anderson teve 3 lutas (com a de hoje contra Bonnar) e venceu as 3 por nocaute, sendo elas contra James Irwin, Forrest Griffin e o próprio Stephan Bonnar.

Rodrigo Minotauro vs. Dave Herman

A segunda luta principal do UFC Rio 3 (UFC 153), mas para muitos fãs, especialmente os atletas, amigos e família de Rodrigo Minotauro a luta mais esperada da noite, não só por ser uma lenda do MMA que estaria lutando, mas também por toda superação e exemplo de vida que este lutador da para todos nós aqui no Brasil e em todo o mundo.

Antes da luta,  Dave Herman, o adversário de Minotauro, disse em várias entrevistas que aposentaria o brasileiro, e que não gostava de treinar Jiu-Jitsu, menosprezando a arte suave, porém, voltou atrás na coletiva pré-luta do evento dizendo que se acontecesse, iria acontecer, seria algo normal ele vencer e aposentar a lenda.

Minotauro entrou mais motivado ainda no octógono para esta luta, não só por estas declarações de Herman, mas também por ter perdido sua última luta para o norte americano Frank Mir (ex campeão peso pesado do UFC), na qual teve seu braço “triturado”, após a luta, Minotauro teve que passar por cirurgia além de ter que colocar 16 pinos e uma placa de aço para poder re colocar o osso no lugar…

No primeiro round já mostrou que estava disposto a mais uma vez dar a volta por cima (o que também aconteceu quando ele lutou no UFC Rio 1, em agosto de 2011), dominou a luta soltando o braço na trocação, e conectando os golpes mais contundentes do round  inicial, tentou a queda mas Herman que caiu por cima, porém, Minotauro se levantou e continuou melhor que o americano…

No segundo round, Herman provou bastante dos socos de Minotauro e do veneno do Jiu Jitsu que ele tanto critica,  da lenda Rodrigo Minotauro Nogueira, que entre os pesos pesados, é considerado o melhor lutador de Jiu Jitsu da categoria, além do próprio Frank Mir. Rodrigo Minotauro levou pro chão e aplicou um lindo arm-lock (chave de braço), que quase foi defendido pelo norte americano, porém, Minotauro provou que o jiu jitsu é muito eficaz e dobrou o braço de Herman, fazendo o que faz de melhor, calar a boca de quem fala que ele está velho e não aguenta mais, Minotauro venceu por finalização com um arm-lock, no segundo round.

Glover Teixeira vs. Fábio Maldonado

Em mais um combate entre brasileiros, Glover Teixeira, uma das maiores promessas brasileiras no UFC na categoria peso meio-pesado, enfrentou seu compatriota Fábio Maldonado.

No primeiro round, Glover foi muito melhor tanto na trocação quanto na luta no chão, massacrando Fábio Maldonado do começo ao fim do round, e já muito castigado devido às cotoveladas aplicadas por Glover, se levantou e balançou Glover com um belo cruzado.

No segundo round, a mesma história, Glover Teixeira massacrou até o final do round. No intervalo do segundo para o terceiro round, Fábio Maldonado muito guerreiro e muito castigado, ainda queria continuar na luta, mas mesmo assim o médico decretou o final da luta, dando a vitória para Glover Teixeira por TKO (interrupção médica).

Phil Davis vs. Wagner Prado

O norte americano Phil Davis, impôs mais uma vez seu jogo  muito eficiente de quedar o adversário e bater muito por cima na guarda, após um belo primeiro round, Davis continuou com esse mesmo jogo no segundo round, se aproveitando de falhas de Wagner para quedar e bater, até conseguir abrir uma espaço, esse espaço que custou a luta para Wagner, que foi finalizado com um triângulo de mão muito bem encaixado por phil Davis, isso logo após o norte americano já ter tentado um katagatame.

Demian Maia vs. Rick Story

O brasileiro Demian Maia desceu para a categoria meio-médio a algum tempo atrás e já conseguiu sua segunda vitória. Em luta relâmpago Demian finalmente finalizou, um oponente, e muito rapidamente, não chegou nem a suar, e logo no início do combate, quedou o norte americano, tentou muitas vezes ir completamente para as costas, sem sucesso, tentou em uma posição meio estranha, finalizar com um mata-leão, novamente sem sucesso, espremeu com um “esgana-galo” e conseguiu uma rara finalização no MMA, ainda no primeiro round.

Card Preliminar:

Rony Jason vs. Sam Sicilia

Com certeza esta foi a luta mais esperada do card preliminar, o brasileiro Rony Jason, campeão do TUF Brasil, enfrentou o norte americano Sam Sicilia.

No primeiro round, Rony começou muito bem, acertou os golpes mais contundentes e quase conseguiu a finalização com um triângulo, porém Sicilia conseguiu escapar.

No segundo round, Rony conseguiu sua segunda vitória no UFC e o seu primeiro nocaute, tentando acertas algumas cotoveladas em pé, Jason conseguiu um knockdown para cima de Sam Sicilia e finalizou a luta com belos socos na fonte do adversário vencendo por TKO.

Gleison Tibau vs. Francisco Massaranduba

Na segunda luta entre brasileiros da noite, Gleison Tibau (já muito experiente no UFC) enfrentou seu compatriota Francisco Massaranduba.

No primeiro round, Massaranduba começou melhor, explorando mais a trocação e conectando bons golpes, mas quem assustou nesse início de luta foi Tibau que encaixou uma bela guilhotina, porém, Massaranduba se esforçou muito e conseguiu escapar.

No segundo Round, Massaranduba conseguiu um knockdown e buscou duas finalizações (mata leão e katagatame) só que novamente sem sucesso, foi um round totalmente de Massaranduba sobre o compatriota Gleison Tibau.

No terceiro e último round do combate, Tibau foi melhor e conectou os melhores golpes, buscou uma finalização (katagatame) que foi muito bem defendido por Massaranduba, no final, Gleison Tibau acabou vencendo o compatriota Francisco Massaranduba por decisão unânime dos juízes.

Diego Brandão vs. Joey Gambino

O brasileiro, campeão do TUF 14, Diego Brandão começou muito bem em sua luta contra Joey Gambino, logo no começo do combate, Brandão foi pra cima com tudo (o que é característica do lutador brasileiro) e quase conseguiu um TKO, porém Gambino conseguiu se safar do TKO, mas foi muito castigado na guarda .

No segundo round, Diego conseguiu um bonito knockdown, mas não conseguiu aproveitar mais uma vez, e pouco depois Gambino conseguiu encaixar um bonito arm-lock, surpreendendo a todos na Arena HSBC, porém Brandão estava esperto e com a defesa de finalizações em dia, escapou. No terceiro e último round, Brandão conseguiu mais um knockdown e ainda soltou um belo de um palavrão em seguida pedindo para Gambino se levantar, e assim a luta seguiu com o domínio do brasileiro até o soar do gongo e Diego acabou vencendo por decisão unânime dos juízes.

Sérgio Moraes vs. Reneé Forte

Na primeira luta entre brasileiros da noite, o vice campeão do TUF Brasil, Sérgio Moraes não decepcionou, enfrentando seu compatriota Reneé Forte. No primeiro round Serginho buscou mais a luta, tentou várias vezes a queda, e quando conseguiu quase pegou as costas de Reneé, mas acabou tendo um leve escorregão, o que o fez perder a posição.

No segundo Round, Serginho manteve a mesma estratégia, buscando as quedas para lutar no solo, mas a luta estava parada, o que levou a torcida brasileira a vaiar o combate, e o público que apoiava Sérgio, passou a apoiar seu adversário, porém, quando isso aconteceu, imediatamente Serginho conseguiu chegar as costas do compatriota acabou finalizando Reneé com um belo mata leão, vencendo sua primeira luta no UFC, já que havia perdido a final do TUF Brasil, para Cézar Mutante em uma das melhores lutas do UFC 147.

Luiz Banha vs. Cris Camozzi

O brasileiro Luiz Banha fez hoje sua estréia nos pesos médios e não estreou bem contra Criz Camozzi, Banha até que começou bem, se aproveitando de um erro do norte americano e conseguiu uma boa posição no chão, saindo para as costas do adversário e em seguida tentando um mata leão, mas isso não foi o suficiente, Camozzi se livou muito bem, levantou e conseguiu melhorar seu jogo em pé durante o final do primeiro e durante todo o segundo round e também no terceiro, nos minutos finais da luta, foi domínio total de Camozzi , só no final da luta que Luis acertou um belo golpe, mas já era tarde, e Luis perdeu na sua estréia entre os pesos médios do UFC.

Cristiano Marcello vs. Reza Madadi

O primeiro combate da noite, foi entre o brasileiro Cristiano Marcello e o sueco-irâniano Reza Madadi, Cristiano Marcello não teve uma luta fácil, no primeiro e segundo round, Reza foi absolutamente melhor que o brasileiro, controlou melhor a luta em pé, e conectou os melhores golpes, já no terceiro e último round, Cristiano conseguiu equilibrar e neutralizar um pouco o jogo do iraniano, mas o que não foi o bastante para ganhar a luta sem a decisão dos juízes, porém, em uma decisão bastante equivocada, os juízes laterias deram a vitória para o brasileiro por decisão dividida, o que gerou bastante polêmica já na HSBC Arena. Cristiano Marcello venceu a primeira luta no UFC.

A próxima edição do UFC, será na China, em Macau no dia 10 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>