Medo de perder motiva ainda mais Wlad Klitschko

A última derrota foi há mais de oito temporadas e, para não experimentar o gosto amargo de ver o rival com os braços levantados, o ucraniano Wladimir Klitschko, 36, revela transformar o medo do revés em motivação para treinar mais forte. Detentor dos cintos AMB, OMB e FIB dos pesados, o irmão mais novo dos Klitschko se depara com o polonês Mariusz Wach, 32, em 10 de novembro no O2 World Arena de Hamburgo, na Alemanha.

“Quando estou totalmente focado em minha preparação para um combate, ninguém é capaz de me vencer, nem mesmo Wach”, dispara Wlad Klitschko (58-3-0, 50 KOs), cujo último resultado negativo ocorreu para o americano Lamon Brewster em abril de 2004. O ucraniano avalia ser necessário estar forte, ser rápido e superior aos adversários para manter-se no topo da divisão.

Wlad Klitschko foi superado apenas em três ocasiões, porém, todas por nocaute. A estatítica do passado faz que com ele tenha seu queixo questionado, mas ele responde com as 16 vitórias consecutivas e a certeza de que fará o mesmo contra o invicto, contudo inexperiente, Wach (27-0-0, 15 KOs). “Eu o respeito, mas estou convencido de que posso vencê-lo”, finaliza o campeão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>