Assuério Silva é atingido por disparos; estado é grave

Os médicos qualificam como grave o estado de saúde do brasileiro ex-lutador de artes marciais mistas (MMA) e boxe, Assuério Silva, 39, internado no Hospital Cajuru, na cidade de Curitiba, região Sul do país. Pouco depois das 22h de ontem, o atleta fechava as portas de sua academia e foi atingido por cinco tiros. Ele estava aposentado das competições desde 2009 e atuava como treinador. O principal suspeito é seu ex-sócio Robson Freitas.

Logo depois da saída do último aluno em sua academia Total Punch, no bairro da Felicidade, na capital paranaense, Assuério Silva já estava com as chaves na mão e do lado de fora do estabelecimento para encerrar as atividades, quando foi pego de surpresa, sendo alvo fácil para o criminoso. Forte, resistente e com quase 110 quilos, o lutador ainda conseguiu correr e pedir ajuda a vizinhos que acionaram a polícia e a equipe de resgate.

Durante todo o trajeto para o hospital, Assuério Silva se manteve consciente e informou que o autor dos disparos foi seu ex-sócio Robson Freitas, com quem revelou ter tido “brigas antigas” e consequente rompimento de parceria nos negócios. A polícia está tratando o caso como tentativa de homicídio e, ao se dirigir à casa já abandonada do acusado, encontrou projéteis, caracterizando de imediato porte ilegal de munição.

Uma luta de boxe – Assuério Silva teve a absoluta maior parte da carreira dedicada às artes marciais, sendo campeão no Pancrase e com combates no Pride e no UFC. No boxe, ele fez apenas uma apresentação profissional em 21 de junho de 2008, na qual pulverizou o compatriota Adriano Vicente em apenas 38 segundos, em que estivemos presente.

Triste coincidência

A tragédia que atingiu neste momento Assuério Silva relembra a morte do ex-atleta e treinador Osmar Dias, o Osmarzinho, que também ganhou luta naquela mesma noite de junho de 2008. Quatro meses depois, Dias morreu vítima de circunstâncias semelhantes às de Silva, pois foi atingido por dois disparos quando também trancava as portas de sua academia na mesma cidade de Curitiba. À época, Osmar Dias tinha apenas 38 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>