Como pode o novo presidente do São Paulo ser o advogado da CBF.

Concordo em tudo que você citou, e ainda acrescendo um fato recente. Como pode o novo presidente do São Paulo ser o advogado da CBF em uma causa que vai se acusar um outro filiado. Moral, não pode ser; ÉTICO, muito menos, mas se o Afif é vice governador e ao mesmo tempo ministro, esperar o que deste país e do nosso pobre, mas pobre em todos os sentidos, do nosso futebol.
Sr. Aidar, se o sr. disse que vai revolucionar a forma de administrar o futebol, largue um dos seus cargos, se isto para você for moral. (sic)
Nos de um presente de páscoa para começarmos a acreditar em nosso futebol.
A próxima tentativa desde digno sr. será acabar ou abafar o Bom Senso, via Rogério Ceni, quem viver verá.

Alvaro Kantor

Time do Botafogo-RJ é uma merda!

DE NADA ADIANTA O BOTAFOGO CONTRATAR UM EXCELENTE TÉCNICO COMO WAGNER MANCINI SE O TIME / PLANTEL É UMA BOA MERDA. FOI O QUE VIMOS NO JOGO DO BOTAFOGO CONTRA O SÃO PAULO, ONDE O BOTAFOGO NÃO ENTROU EM CAMPO. GENTIL CARDOSO JÁ DIZIA HÁ DÉCADAS: “SEM OVOS NÃO POSSO FAZER UM OMELETE”. RESUMO DA ÓPERA: MANCINI PRECISA DE UNS 3 OU 4 JOGADORES DE ALTA CATEGORIA PARA FORMAR UM TIME DE VERDADE POIS CASO CONTRÁRIO O BOTAFOGO COMO ESTÁ, CERTAMENTE VAI CAIR PARA A SEGUNDA DIVISÃO. ESSES MOLEQUES QUE HOJE VESTEM A NOSSA CAMISA NÃO JOGAM NADA E NÃO TEM CULHÃO.

Fernando

Eterno Luciano do Valle

No dia 19 de abril de 2014, às 16,15,o narrador Luciano do Vale, morreu após um infarto. Lamento a morte da maior emoção do futebol brasileiro, do tênis, do basquete, do vôlei, do box, enfim do Luciano do esporte, Luciano do Brasil, no dia do índio morreu um grande brasileiro. Porém lamento também que o amadorismo continua mesmo entre os técnicos de futebol, vejam, no ano de 1995,considerei o Paulo Autuori, como grande técnico após a vitória contra o Santos, pelo brasileiro, mas no último domingo no jogo Atlético X Corinthians, considerei o técnico menos que um amador, porque, me desculpem, onde é que o Diego Tardeli ,foi um grande armador de jogadas, como é que um time profissional, relega o talento do Ronaldinho Gaucho, fazendo que ele passe por bobo alegre no meio de jogadores, no mínimo razoáveis? Claro que sei que a propaganda futebolística só pensa no Ronaldo Fenômeno, e no Neymar, e como é que um vice-campeão brasileiro, e um campeão da libertadores não figura como convocável para seleção brasileira?

Adairton Colman

Na verdade o futebol brasileiro está falido fora das quatro linhas.

Os dirigentes são amadores, apoiados por políicos, candidatos a algum cargo político, ou que cairam de paraquedas sem competência alguma. Os atuais dirigentes da CBF são exemplos de velharia. O Marin é um político da década de 80, pensei que já estivesse abaixo dos sete palmos, e de repente o homem é o presidente da CBF, sendo que o anterior fugiu, escafedeu por conta dos milhões que foram desviados. A FPF é outra que detém velharias, homens que estão lá para se apoderar de dinheiro e sem a mínima competência de administrar ou inovar. O STJD é outro que contém torcedores, óbviamente cariocas, que jamais irão punir um timeco carioca.
Se fazerermos um comparativo com um Gran Slan de Tenis, o Torneio de Basquete nos EUA, um Campeonato Espanhol, Italiano, Alemão; nossos campeonatos são meros joguinhos sem qualquer atração.
Os Clubes fazem doações de ingressos para os assassinos do futebol (sem excessão para todas as torcidas organizadas), que ocupam espaços nos estádios, que deveriam ser destinados a familias que pagariam corretamente para ver um espetáculo e se divertirem num sábado ou domingo.
Um velho pedido deveria ser melhor estudado, a CBF e o STJD ser colocado em Brasília, e dirigido por homens de todas as federações e não somente cariocas interesseiros. Como se o futebol carioca fosse o melhor do país, pra não dizer que o Flamenguinho está falido com mais de R$ 500 milhões de dívidas, sendo que nem o próprio Zico deu jeito. O pó de arroz do Fluminense foi seguro por duas vezes para não cair para a segundona e terceirona; o Botafogo, o Vasco são meros coadjuvantes na festa falida.
E por terminar com todas esta bagunça sem organização, ainda querem ou pensam que irão fazer a Copa das Copas. Meu Deus que os gringos não venham ver a pouca vergonha que faremos.

Virgilio Bassetto

Até quando vamos endeusar o Andres Sanches ?

Até quando vamos endeusar o Andres Sanches??? Uma figura que se uniu ao chefe do mensalão pra ter um estádio e agora brigou no camarote da Brahma com o Ronaldo Gorducho, que saíram no tapa, o dirigente corintiano o chamou de traira, logo ele que traiu todos por um estádio…são farinha do mesmo saco, realmente, são beijoqueiros, fazer o que!!!

Rui Soares

Eu acredito que para que isso não acontecesse novamente

Eu acredito que para que isso não acontecesse novamente, a solução é a responsabilidade ser da CBF e do juiz da partida. A CBF teria que comunicar o juiz da partida, que seria responsável por não deixar o jogador punido entrar em campo. Dessa forma, o clube ficaria isento dessa questão e se a CBF tivesse que punir alguém, teria que punir o juiz da partida.
OBS: A forma de comunicação ficaria a critério da CBF.

Adilson Rosa

O problema do timinho é o seguinte.

A Mídia doente torcedora endeusa uns cabeça de brages quando faz algo deferente, exemplo 2013 a maior goleada  foi 2×0  time retranqueiro e so  teve sorte mais nada. transformaram tal de Guerreiro em craque por isso quando a realidade apareceu a torcida ficou irada. Parem de distorcer a realidade que  a coisa melhora. Esta dito!

Carlos Nascimento

Sua colocação teria até algum fundamento.

Sua colocação teria até algum fundamento se o fluminenC tivesse sido punido com a perda de pontos em 2010 pela escalação de um jogador irregular a saber, de apelido Tartá e consequentemente esse ”Grande” time do Rio perderia o titulo nacional daquele ano. E o pior é que aquele canalha, vagabundo e descarado do Paulo Schimidt, torcedor fanático do fluzinho de terceira divisão, disse que não seria moral tirar os pontos do flu até porque o campeonato já tinha sido disputado.

Quer dizer, a lei vale pra uns e não pra outros, então é dois pesos duas medidas, que moral tem tais instituições tão sujas como a cbf e stjd  para julgarem a Portuguesa ou qualquer outro clube? E o fluminenC se tivesse vergonha na cara, jogaria a serie B e voltaria com as próprias pernas. O meu time caiu uma vez para a série B e ele é muito maior que o fluzinho tanto em termos de torcida como financeiro, e se tivesse virada de mesa eu não aceitaria porque seria a maior vergonha pra mim ser torcedor de um time que precisou de tapetão e maracutaias para ficar na elite.

O pior é ver aquela cena deprimente de torcedores do flu comemorando a permanência na série A as custas novamente pela quarta vez, de mais uma manobra corrupta de dois cânceres que infelizmente existe em nosso futebol, cbf e stjd. Mas o que esperar de tais entidades que num passado não muito distante, só numa mesma década, em dois anos consecutivos, agiu ardilosa e sorrateiramente em beneficio desse mesmo time de três cores, mantendo-o de maneira extremamente ilícita como a que está acontecendo nos dias de hoje, e depois aconteceu no ano 2000 de maneira mais descarada e sórdida ainda, nesta ocasião inventando como subterfujo, um campeonato com mais de cem times para subir o ”grandioso tricolor carioca” da terceira divisão para a primeira. Então vamos parar de hipocrisia e querer dizer que a lei está sendo cumprida. A lei é pra todos ou pra ninguém.

Elvis

O meu comentário é reforçar meu ponto de vista anterior sobre o Corinthians

O time campeão possuia dois destaques o Paulinho e suas avançadas  mais a velocidade do Emerson a força do Romarinho.Hoje o Paulinho não está mais.Mas por picuinhas as direções técnicas tanto do Tite como do Mano Meneses,não viram que o Pato possui o talento que o Emerson não tem.Ou seja o Pato como titular ao lado do Paulo guerreiro,seria o novo diferencial,mas……………Até isso ajudaria a baixar a fervura,com o time  falando a mesma língua..

Adairton Colman