Futebol/Eurocopa 2012 - ( - Atualizado )

Cristiano Ronaldo faz dois gols e dá vaga a Portugal na Eurocopa

Carcóvia (Ucrânia)

Ao vencer a Holanda de virada por 2 a 1 neste domingo, Portugal conseguiu manter a escrita de sempre chegar à segunda fase da Eurocopa. Apesar da derrota na estreia diante da Alemanha, os portugueses conseguiram se recuperar no grupo B, considerado o da morte, e garantiram a segunda vaga para fase final.

Cristiano Ronaldo, melhor jogador em campo, marcou dois gols e comandou o vira-vira de Portugal. Pela Holanda, Rafael van der Vaart fez o gol holandês, logo no início da partida, mas não evitou a eliminação sem nenhum ponto na Euro, a pior campanha da equipe na história do torneio.

O adversário de Portugal nas quartas de final será a República Tcheca, que ontem conquistou o primeiro lugar no grupo A.

AFP
Cristiano Ronaldo desencantou contra a Holanda e marcou seus primeiros gols nesta Euro

O Jogo - A Holanda começou o primeiro tempo com o domínio total da posse de bola. A troca de passes tentava envolver a defesa de Portugal. Com três minutos, Sneijder teve a primeira chance de gol, mas pecou na finalização depois da linda jogada iniciada com toque de calcanhar de Robben.

Portugal não conseguia manter a posse de bola e a entregava rapidamente para a Holanda que vinha pra cima pelos lados do campo. Aos dez minutos a insistência holandesa deu frutos. Robben recebeu pela esquerda e cortou para dentro, ao melhor estilo que o consagrou no Bayern de Munique. Rafael Van der Vaart, uma das alterações de Marwijk para a partida, aparecia livre na entrada da área e, ao receber a bola, colocou com muita categoria no canto direito de Rui Patrício.

Com o placar aberto, a defesa da Holanda passou a ficar mais exposta enquanto o ataque se atirava em busca do segundo gol. Isso, porém, dava a Portugal chances de contra-ataque que ameaçavam cada vez mais o gol de Stekelenburg. Hélder Postiga perdeu uma chance claríssima de gol após de erro de passe de Van der Wiel que o deixou livre dentro da grande área.

Cristiano Ronaldo era o grande jogador de sua equipe no primeiro e aparecia muito bem pela esquerda e pelo meio. Todas as bolas passavam pelo pé do camisa 7. Num vacilo de Mathijsen e Vlaar, recebeu ótimo passe de João Pereira de frente para o gol. Com tranquilidade, só teve o trabalho de tocar por debaixo de Stekelenburg, na saída do goleiro, antes de comemorar o empate.

Depois do gol, Portugal passou a tomar conta da partida. Tocando a bola, esperou até o apito do árbitro para o intervalo, sem que o Metalist Stadium visse mais chances claras de gol.

O segundo tempo começou muito mais estudado e sem alterações de ambos os lados. Nos primeiros minutos, as equipes se limitaram a tentar mais jogadas pelo alto.

Paulo Bento,então, colocou Nélson Oliveira, grande revelação portuguesa na Eurocopa, enquanto Marwijk optou por Afellay. As alterações não mudaram o jogo, que seguiu com poucas chances de gol até os 26 minutos.

Foi então que Cristiano Ronaldo fez boa jogada pela esquerda, levou pro fundo e deixou Nani livre na pequena área para marcar. O atacante chutou em cima de Stekelenburg e perdeu ótima chance.

Dois minutos depois, Nani devolveu o favor e deixou o companheiro na cara do gol. Em contra-ataque veloz pela direita, João Moutinho enfiou Nani que, no segundo toque, já colocou a bola para Cristiano Ronaldo. Tranqüilo, o jogador do Real Madrid cortou o zagueiro Mathijsen com o domínio e só precisou escolher o canto para superar Stekelenburg.

Portugal passou apostar na velocidade dos contra-golpes, enquanto a Holanda só conseguia levar perigo nos chutes de fora com Sneijder e, sobretudo, Van der Vaart, melhor jogador holandês em campo. Van Persie ainda perderia chance de gol que não estava acostumado a perder com o Arsenal, enquanto Cristiano Ronaldo carimbaria a trave de Stekelenburg mais uma vez.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade