Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Citado como exemplo por Felipão, Betinho rejeita status de ídolo

Bruno Ceccon e Helder Júnior São Paulo (SP)

A ausência de Barcos nos jogos decisivos diante do Grêmio abalou o elenco palmeirense, mas o desconhecido Betinho, substituto do argentino, foi um dos heróis da conquista da Copa do Brasil sobre o Coritiba. Citado como exemplo pelo técnico Luiz Felipe Scolari, ele ainda rejeita o status de ídolo.

“No São Caetano, o Betinho ganhava um salário bem maior em relação ao que ganha aqui, mas aceitou essa redução para ter uma oportunidade na vida. A chance surgiu e ele aproveitou. É isso que faz com que os jogadores vençam no futebol: determinação. Agora, a torcida tem um ídolo, um nome consagrado”, disse Felipão.

Enquanto Barcos ainda se recuperava de uma cirurgia de apendicite, Betinho sofreu o pênalti que originou o gol de Valdívia no primeiro jogo da decisão. Para completar, ele ainda marcou no empate por 1 a 1 que selou o título da Copa do Brasil.

“Ainda não caiu a ficha. Vou continuar trabalhando forte para mostrar o meu futebol dentro de campo e virar ídolo da torcida. Se a gente não der sequência na carreira, as criticas virão normalmente. Vamos trabalhar forte durante o dia a dia para seguir evoluindo”, declarou.

Betinho contou que chegou a negociar sua transferência para o Palmeiras no ano passado, mas diferenças salariais impediram um acordo. Em 2012, sem um substituto para Barcos, o clube voltou a conversar com o atleta, que aceitou reduzir seus vencimentos para deixar o São Caetano.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Com um gol de cabeça contra o Coritiba, o atacante Betinho garantiu a conquista do título da Copa do Brasil
“O Felipão conversou comigo por telefone, junto com o Sampaio, e falou que seria uma oportunidade muito grande jogar no Palmeiras. Acabei reduzindo o meu salário e graças a Deus deu tudo certo. Cheguei sobre bastante desconfiança, mas sempre trabalhei forte”, afirmou.

Um dos heróis do título nacional do Palmeiras, Betinho já pensa no próximo desafio do clube no Campeonato Brasileiro. Integrante da zona de rebaixamento do campeonato, o time alviverde enfrenta o São Paulo em clássico marcado para a Arena Barueri, no domingo.

“Na verdade, eu preferia ter voltado à Recife depois do jogo para ficar com a minha familia, mas já teremos um clássico muito importante contra o São Paulo, porque estamos em uma zona complicada do Brasileiro. Temos totais condições de vencer esse clássico", declarou.

Ao desembarcar no Aeroporto de Congonhas na manhã desta quinta-feira, o atleta foi recebido pela torcida de forma inusitada. "Kléber, c...! Betinho é seleção!", gritaram os palmeirenses no saguão, contrapondo o novo ídolo com o atacante que foi para o Grêmio após uma série de polêmicas.

Betinho tem contrato com o Palmeiras apenas até a metade de agosto, mas o presidente Arnaldo Tirone já manifestou o desejo de renovar o vínculo.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade