Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Apresentado no Santos, Miralles não esquece Grêmio e alfineta Roth

Do correspondente Rodrigo Martins Santos (SP)

Novo reforço do Santos, o atacante Miralles foi apresentado oficialmente à imprensa, após o treino desta quinta-feira, no CT Rei Pelé. Mas, apesar de motivado com a nova oportunidade no futebol brasileiro, o centroavante argentino não esqueceu o Grêmio, seu antigo clube.

Para Miralles, que negou problemas de relacionamento no ex-time, a sua passagem poderia ter sido mais positiva no Tricolor Gaúcho, só que alguns fatores contribuíram para o seu fraco desempenho com a camisa gremista.

“Eu fui muito bem tratado pelos meus colegas de Grêmio. O ambiente entre os jogadores era bom. O problema é que quando eu cheguei ao Grêmio, o presidente mandou embora o treinador (Renato Gaúcho) que havia me indicado. Então, as coisas ficaram difíceis lá. Se ele sabia que mandaria o técnico embora por que me contratou?”, indagou o atacante, de 28 anos, que chamou a atenção de várias equipes brasileiros pelo Colo Colo (Chile), na Copa Libertadores da América de 2011.

Demonstrando mágoa com alguns problemas enfrentados no clube gaúcho, Miralles chegou a disparar contra Celso Roth, atualmente no Cruzeiro, que esteve a frente do Grêmio durante a maior parte do segundo semestre do ano passado.

“O Roth falou coisas pelas imprensa que não deveria falar. A torcida queria eu jogasse e ele não me colocava em campo. Isso tudo me prejudicou. Foi difícil me adaptar. Quando eu cheguei, 15 dias depois, um técnico foi embora e eu fiquei como mais um. Sempre fui tratado com carinho pela torcida do Grêmio, mas eu nunca entendi a minha contratação pelo clube”, analisou o argentino, que trabalhou com cinco comandantes no Sul: Renato Gaúcho, Julinho Camargo, Celso Roth, Caio Júnior e Vanderlei Luxemburgo.

Sem espaço no Olímpico, o centroavante admitiu que a oportunidade de se transferir para o Peixe veio na hora certa. De espírito renovado, Miralles espera reeditar na Vila Belmiro, as boas atuações da época em que defendeu o Colo Colo e despertou o interesse dos santistas. Na ocasião, os gaúchos levaram a melhor na disputa e fecharam com o atleta.

“Eu sai no momento certo e tenho sido muito bem recebido aqui. Estou com muita vontade de jogar e espero dar a resposta que se espera de mim, desde o primeiro jogo. Ano passado eu estive muito perto de vir para o Santos e agora que tudo se concretizou, quero ajudar a equipe. Claro que estou chegando e não terei o entrosamento ideal tão rápido, mas o objetivo é fazer gols e levar o Santos, no mínimo, a classificação para a próxima Libertadores”, disse.

Sobre a expectativa de poder fazer dupla de ataque com Neymar, o atacante argentino demonstrou otimismo, só que destacou que terá de aguardar o retorno da Joia das Olimpíadas de Londres (Inglaterra). “Recebi muitos contatos da argentina sobre o Neymar. Para mim será um luxo atuar o lado dele, é a grande estrela do Brasil nos últimos tempos. Espero fazer uma ótima parceria com o Neymar. Será um orgulho jogar com ele”, revelou.

Indagado sobre as suas condições de jogo, Miralles ainda tem que aguardar a sua situação ser regularizada no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, mas acredita que a sua escalação irá depender apenas do aval do técnico Muricy Ramalho. “Falei rapidamente com o Muricy e estou à disposição dele para viajar a Porto Alegre”, concluiu.

Envolvido em uma troca com o Grêmio, que levou o meia Elano para o Tricolor Gaúcho, o centroavante chegou em definitivo e assinou contrato até o fim de 2014 com o Alvinegro Praiano.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade