Tênis/Aberto dos Estados Unidos - ( - Atualizado )

De volta ao topo, Federer quer retomar reinado nos Estados Unidos

Nova York (EUA)

Dono de 17 títulos de Grand Slam, um recorde, o suíço Roger Federer não conquista o Aberto dos Estados Unidos desde 2008, seu maior jejum entre os quatro principais torneios. De volta ao topo do ranking mundial, o astro inicia a campanha para retomar o reinado já nesta segunda-feira, diante do norte-americano Donald Young.

Tri, Kim Clijsters se despede nos EUA

“Vou pensar em um jogo de cada vez”, afirmou o principal candidato ao título, cauteloso na véspera de enfrentar o rival de apenas 23 anos. “Jamais vou menosprezar um adversário novamente. Já fiz isso o suficiente quando era mais novo”, declarou.

Roger Federer conquistou cinco títulos consecutivos do Aberto dos Estados Unidos entre as temporadas de 2004 e 2008. Desde então, caiu diante do argentino Juan Martin del Potro na decisão de 2009 e, nas duas últimas temporadas, perdeu para o sérvio Novak Djokovic na semifinal depois de desperdiçar match-points.

Aos 31 anos, Federer vive um momento favorável para buscar o sexto título do Aberto dos Estados Unidos de sua carreira. Depois de conquistar o heptacampeonato em Wimbledon e retomar a liderança do ranking mundial, o suíço levou a prata nas Olimpíadas de Londres e faturou seu 21º Masters 1000 em Cincinnati, igualando o espanhol Rafael Nadal.

“Estou feliz com a maneira que estou jogando. Já alcancei meu objetivo para esse ano com a liderança do ranking, o título em Wimbledon e a medalha para a Suíça. Tem sido incrível. Mas ainda falta algo na temporada e quero muito jogar bem. Não poderia estar mais feliz por voltar aqui como número 1”, declarou Federer.

No grupo dos principais favoritos, o escocês Andy Murray, vice-campeão em 2008, também estreia nesta segunda-feira. Campeão olímpico sobre Federer em Londres, o cabeça de chave número 3, eliminado na segunda rodada dos Masters 1000 de Toronto e Cincinnati, enfrenta o russo Alex Bogomolov Jr.

AFP
Independente do resultado do Aberto dos Estados Unidos, Federer segue na liderança do ranking mundial
Cabeça de chave número 2, Novak Djokovic, atual campeão, inicia a defesa do título diante do italiano Paolo Lorenzi. Derrotado pelo sérvio na final do ano passado, o espanhol Rafael Nadal, inativo desde que caiu na segunda rodada de Wimbledon, segue afastado do circuito e não participará do último Grand Slam da temporada.

Entre os brasileiros, a principal esperança é Thomaz Bellucci. Campeão do ATP 250 de Gstaad, ele está se preparando para o torneio desde a eliminação na primeira rodada dos Jogos Olímpicos de Londres e estreia diante do espanhol Pablo Andujar, contra quem tem duas vitórias no circuito.

Além de Bellucci, o Brasil conta com mais dois representantes na chave de simples do Aberto dos Estados Unidos. O experiente Ricardo Mello, que passou pelo quali, encara o esloveno Grega Zemlja, enquanto Rogério Dutra Silva pega o russo Teymuraz Gabashvili.

Na chave de duplas, ainda sem o chaveamento definido, o Brasil conta com Bruno Soares, parceiro do austríaco Alexander Peya, e Marcelo Melo, que joga com o croata Ivan Dodig, além do experiente André Sá, companheiro do britânico Jamie Murray.

Publicidade

Últimas Notícias

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade