Futebol/Campeonato Brasileiro - ( - Atualizado )

Com poucas opções na zaga, Fernandão testa Bolívar no Inter

Do correspondente Vicente Fonseca Porto Alegre (RS)

A falta de opções para formar a defesa do Internacional na partida de domingo, contra a Ponte Preta, fez o técnico Fernandão resgatar das cinzas o zagueiro Bolívar. Depois de dois meses treinando separado do restante do grupo, o jogador de 31 anos se viu alçado à condição de titular no treino realizado na manhã desta quarta-feira. Suas chances de atuar em Campinas são grandes.

Há dois anos sofrendo com atuações irregulares e muito contestadas pela torcida, Bolívar já tem acertada sua saída do Internacional no fim do ano. Sua última partida pelo Colorado ocorreu no dia 29 de agosto, em uma derrota para o Coritiba, por 1 a 0, na qual falhou no lance do gol da vitória do Coxa. Índio, Rodrigo Moledo, Juan e Jackson atuaram neste período.

A volta de Bolívar vem em um momento complicado, pois Fernandão perdeu Rodrigo Moledo e Índio por suspensão para o jogo contra a Macaca. Jackson, por sua vez, está lesionado. Seu companheiro de zaga no fim de semana deve ser Juan. A participação de Bolívar na partida era considerada tão improvável que até mesmo a improvisação do volante Ygor na defesa chegou a ser especulada.

Outra mudança surpreendente na equipe é a saída de Nei, outro que tem sofrido com fracas atuações neste Brasileirão. Nesta quarta, Edson Ratinho trabalhou entre os titulares. No meio, sem Guiñazu, Ygor e Josimar compuseram a dupla de volantes. O argentino Bolatti trabalhou com o time reserva.

A equipe colorada para atuar no Moisés Lucarelli deve ter Muriel; Edson Ratinho, Bolívar, Juan e Kleber; Ygor, Josimar, Fred e D’Alessandro; Forlán e Leandro Damião. O Inter é sexto colocado no Campeonato Brasileiro, com 51 pontos, e está praticamente fora da disputa por uma vaga na Libertadores do ano que vem.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade