Futebol/Amistoso - ( - Atualizado )

Na estreia da Arena, Grêmio repete 2 a 1 no Hamburgo e provoca Inter

Porto Alegre (RS)

A festa do Grêmio na inauguração de sua Arena foi completa. Passado o show promovido pela diretoria, os jogadores de Vanderlei Luxemburgo fizeram 2 a 1 sobre o Hamburgo – mesmo placar do Copa Intercontinental de 1983, quando Renato Gaúcho marcou os gols gremistas.

Neste fim de semana, quem primeiro balançou as redes foi André Lima. O centroavante comemorou o seu gol histórico com uma imitação do goleiro Kidiaba, que tornou famosa a sua forma de vibrar na surpreendente vitória do Mazembe sobre o Internacional no Mundial de Clubes de 2010.

No segundo tempo, os reservas do Hamburgo aproveitaram as muitas substituições de Luxemburgo e empataram a partida com gol de Westermann, que não comemorou em respeito ao Grêmio. No final, entretanto, Marcelo Moreno também balançou a rede e assegurou a festa tricolor.

AFP
Gol histórico de André Lima na Arena do Grêmio teve imitação de Kidiaba para provocar o grande rival Internacional
O jogo – A festa tinha que continuar. Após o belo espetáculo que marcou a inauguração da Arena do Grêmio, os comandados de Vanderlei Luxemburgo tinham a missão de promover um novo show dentro de campo, contra o Hamburgo. Por isso, a ordem era atacar o time alemão desde os primeiros minutos.

A disposição do Grêmio só esbarrava no estado do gramado da Arena. Apesar de ter sido molhado, o campo sofreu com a grande celebração que antecedeu a partida. A grama, com bastante areia para minimizar os buracos, soltava com facilidade e obrigava funcionários do clube gaúcho a entrarem em campo com o jogo em andamento para corrigir as falhas mais grosseiras.

Já que a bola rolava com dificuldade no solo, o Grêmio abriu o placar pelo alto. Aos nove minutos, André Lima subiu bem depois de cobrança de escanteio e cabeceou para a rede para anotar um gol histórico: o primeiro da Arena. Na comemoração, enquanto a torcida fazia a tradicional avalanche, o centroavante não hesitava em imitar a celebração do goleiro Kidiaba do Mazembe, que ficou famosa na vitória por 2 a 0 sobre o Internacional no Mundial de Clubes de 2010.

Ao invés de ficar mais animado com o gol, contudo, o Grêmio diminuiu o ritmo. O Hamburgo também não tinha forças para incomodar a defesa do time gaúcho. Desgastado pela viagem da Alemanha ao Brasil e com muitos jogadores considerados reservas em ação, os visitantes poucas vezes chegavam perto do gol defendido por Marcelo Grohe.

Até a torcida do Grêmio trocou a cantoria pelas vaias. Uma confusão no setor onde fica a torcida Geral foi repudiada pela maior parte do público presente. Outros gremistas, mais próximos do campo, gritavam para os atletas voltarem ao ataque.

Nos minutos finais do primeiro tempo, uma chance de gol para cada lado. Pelo Hamburgo, Aogo chutou forte para o centro da área, Berg desviou, e a bola saiu rente à trave. Pelo Grêmio, Elano bateu de primeira depois de cruzamento de Leandro, e o goleiro Drobny fez a defesa.

Vanderlei Luxemburgo mandou um Grêmio desfigurado a campo no segundo tempo. Com uma série de modificações, o Tricolor gaúcho passou a protagonizar um jogo sem emoção com o Hamburgo, que tentava aproveitar o desinteresse do adversário para se impor. Aos 11 minutos, Westermann bateu forte e obrigou Marcelo Grohe a espalmar para salvar o gol.

Aos 25, não houve como evitar. Westermann arrematou novamente após cobrança de escanteio ensaiada, a bola desviou Marcelo Moreno e enganou Marcelo Grohe. Apesar da frustração, alguns torcedores gremistas mantiveram o clima amistoso e aplaudiram o gol do Hamburgo, que não comemorou em respeito ao rival brasileiro.

Como o Grêmio não reagia, parte da torcida perdeu a paciência com o passar do tempo. Vaias isoladas e insultos foram ouvidos no gramado. Até que, aos 42 minutos, Marcelo Moreno se redimiu do desvio no gol do Hamburgo. O boliviano recebeu assistência de Leandro, entrou na pequena área e usou o pé esquerdo para sacramentar a festa tricolor.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade