Motor/Motovelocidade - ( - Atualizado )

CBM homologa Moto 1000GP e torneio vira Brasileiro de Motovelocidade

São Paulo (SP)

A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) homologou o campeonato Moto 1000GP e agora o torneio será considerado o Campeonato Brasileiro de Motovelocidade. A medida foi tomada na última sexta-feira.

A disputa nacional está dividida em cinco categorias: GP1000, GP Light, GP600 e GP Máster, que já existem, e uma nova categoria com cilindrada menor será criada.

“Temos acompanhado o que acontece no Brasil, na motovelocidade, e a CBM concluiu que o Moto 1000 GP é a melhor opção para uma nova fase de sucesso do Campeonato Brasileiro. O nome e o formato serão mantidos, mas o evento assume uma identidade maior”, disse o presidente da CBM, Firmo Alves.

Agora, a entidade que rege a motovelocidade nacional ficará responsável pelo campeonato Moto 1000GP. “A Confederação vai dar todo o suporte à parte desportiva, o que vai conferir uma isenção ainda maior ao Moto 1000 GP. Essas questões, a partir de agora, serão tratadas no âmbito da CBM e, por extensão, da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), e a CBM é a única representante da Federação Internacional no Brasil. O Moto 1000 GP terá uma credibilidade desportiva ainda maior”, ressaltou o dirigente.

Gilson Scudeler, diretor e criador do Moto 1000GP, ficou feliz com a homologação. “O reconhecimento da nova CBM atesta a seriedade e o profissionalismo com que conduzimos o Moto 1000 GP. A nossa filosofia continua sendo a de formar pilotos, mas agora com uma outra dimensão”, frisou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade