Futebol/Campeonato Paranaense - ( - Atualizado )

Furacão decepciona outra vez e empata com o Toledo

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Toledo (PR)

O time sub-23 do Atlético Paranaense não consegue desencantar no Campeonato Paranaense 2013 e desta vez não passou de um empate diante do Toledo Colônia Work, em 1 a 1, no Estádio 14 de Dezembro. Com o resultado, o Rubro-Negro chega aos três pontos ganhos, em quatro rodadas, amargando a nona colocação, uma a frente do adversário.

Depois de um primeiro tempo sofrível tecnicamente, o Furacão voltou com mais disposição do intervalo e, aos sete minutos, abriu o placar em cabeçada de Bruno Costa, aproveitando cobrança de falta de Renatinho. O Porco empatou com Jales, aos 28 minutos, com um belo chute de fora da área.

Na próxima rodada, o Toledo vai encarar o Paranavaí, domingo, no Estádio Waldemiro Wagner. Já o Atlético Paranaense volta a campo no sábado, quando recebe o Cianorte, no Eco Estádio Janguito Malucelli.

O jogo – A partida começou com os times mostrando muita vontade, mas pouca técnica. O primeiro chute a gol veio com Zezinho, aos três minutos, nas mãos do goleiro Ney. O Porco tinha dificuldades de penetração na defesa atleticana e segurava no meio campo. Junior de Barros caiu na área, aos sete minutos, e pediu pênalti para o Atlético, não marcado pela arbitragem.

Com a partida truncada no meio campo, o Furacão tocava a bola, mantendo a posse de bola, mas sem agredir. Aos 16 minutos, Junior de Barros partiu para a jogada individual e foi travado por Glauco antes de entrar na área. Héracles finalmente acertou um chute a gol aos 18 minutos e o goleiro fez boa intervenção.

Com muitos erros de passes, especialmente no setor ofensivo, as equipes maltratavam a bola em campo. Aos 29 minutos, Renan Foguinho tentou o cruzamento e isolou a bola. Hernani chegou mais próximo, aos 34 minutos, acertando a rede, mas pelo lado de fora. Pablo apareceu com liberdade, dois minutos depois, e fuzilou em cima do goleiro Ney. O Porco teve o primeiro chute com algum perigo aos 43 minutos, com Getterson, que mandou por cima da meta.

No segundo tempo, o Furacão voltou com Douglas Coutinho no lugar de Pablo, enquanto Jales era a novidade no Toledo. O atacante atleticano arriscou seu primeiro tiro aos dois minutos e assustou Ney. O Rubro-Negro mostrava outra disposição. Até que, aos sete minutos, cobrança de falta na área e Bruno Costa testou firme para balançar as redes.

O Toledo acordou e partiu para um contra-ataque rápido, aos 11 minutos, com Jales, que parou na boa saída de Santos. Aos 15 minutos, boa jogada de Getterson, que cruzou para Jales mergulhar e testar os reflexos de Santos. O Porco pressionava. Aos 18 minutos, Marcelo Guerreiro chegou pela lateral e levantou para a saída do goleiro atleticano. Era outro jogo no 14 de Dezembro.

E o Porco chegou ao empate aos 28 minutos, com um golaço de Jales, que pegou bonito na bola, de fora da área, e encobriu Santos. Jales voltou a marcar, aos 31 minutos, mas o árbitro anulou marcando impedimento. Lançamento em profundidade para Safira, aos 36 minutos, e a bola escapou. O time da casa teve a chance de virar aos 45 minutos, com Jales, que parou em mais uma intervenção precisa de Santos.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade