Futebol/Copa do Rei - ( - Atualizado )

Barcelona sai na frente, mas Real Madrid empata e impede crise

Madri (Espanha)

 

Com Kaká e Marcelo no banco de reservas, a defesa remendada e o técnico José Mourinho balançando no cargo, o Real Madrid não conseguiu tranquilizar seu torcedor nesta quarta-feira, mas evitou o pior, empatando por 1 a 1 e adiando o estouro de uma crise interna. Mesmo jogando no estádio de Santiago Bernabéu, o time da capital sofreu o primeiro gol no início do segundo tempo e só conseguiu reagir aos 36 minutos, com gol de cabeça do eficiente Varane.

Depois de um primeiro tempo equilibrado, o Barça construiu sua vantagem logo aos três minutos do segundo tempo, com Fábregas aproveitando uma falha defensiva do Real para concluir. Sem Casillas, Sérgio Ramos, Pepe e Coentrão, o time da casa tinha praticamente sua defesa reserva e, por isso, não conseguia evitar a ‘tragédia’ dentro de casa. Quando arriscou, alcançou o empate e evitou que o Barça diminuísse sua vantagem de duas partidas no histórico do confronto: 88 vitórias para o Real, 86 para o Barcelona e agora 48 empates.

As duas equipes voltam a se enfrentar apenas no próximo dia 23 de fevereiro, em Camp Nou, pela segunda partida de volta das semifinais da Copa do Rei. O adversário de quem vencer o confronto sairá do embate entre Atlético de Madri e Sevilla. Pelo Campeonato Espanhol, Real e Barcelona jogam como visitantes contra Granada e Valladolid, respectivamente.

AFP
Após o apito final, apertos de mão, mas com bola rolando o confronto foi duro e teve seis cartões amarelos
O Jogo – Apesar da iniciativa do Real Madrid desde os primeiros minutos de bola rolando ter sido sufocar o Barcelona no campo de defesa, o time culé não fugiu de suas características e logo reequilibrou o confronto, mesmo jogando na casa do adversário. Com troca de passes curtos no meio-campo, os visitantes criaram as melhores chances do primeiro tempo, mesmo que o maior volume de jogo tenha sido dos donos da casa.

Logo na primeira tentativa ofensiva do Real, Cristiano Ronaldo recebeu a bola para contra-atacar em velocidade e acabou derrubado por Piqué, que levou o cartão amarelo. Na cobrança de falta, o próprio português, capitão do time merengue nas ausências de Casillas, lesionado, e Sérgio Ramos, suspenso, chutou no meio do gol, mas viu a bola fazer curva e quase enganar o goleiro Pinto. Na Copa do Rei, Pinto substitui Valdés por opção da comissão técnica.

AFP
Aos 19 anos, Varane foi o responsável por anotar o gol de empate do Real Madrid
Improvisado na lateral direita, Essien foi o jogador mais perigoso do Real Madrid no primeiro tempo, recebendo lançamentos do campo de defesa para acionar Ozil e Callejón, que atuaram mais abertos tentando municiar Cristiano Ronaldo e Benzema. Com Essien e Arbeloa nas laterais (Marcelo estava no banco por opção de José Mourinho), a zaga do Real era formada por Varane e Ricardo Carvalho, que acabaram dando espaço para as tentativas do Barcelona mais de uma vez.

Aos 11 minutos, Iniesta tentou um passe de cavadinha para a entrada da área, onde Jordi Alba não conseguiu aproveitar o arremate. Retomando seu estilo de jogo tradicional, o Barcelona não teve pressa para criar boas oportunidades ainda no primeiro tempo. Não sem antes Xabi Alonso enfiar uma bola para Benzema, que adiantou e cruzou no meio da área para a chegada atrasada do mal posicionado Cristiano Ronaldo.

Após falta cometida por Ricardo Carvalho em Iniesta, Xavi quase aproveitou a chance na cobrança e carimbou a trave do goleiro estreante Diego López, que roubou a vaga de Ádan no primeiro jogo em que ficou à disposição. Com mais uma falha do zagueiro português no recuo para o goleiro, Messi se antecipou e conseguiu o passe fechado para Xavi, que finalizou com precisão. Antes de a bola tomar as redes do Real Madrid, Varane interceptou, afastou o perigo e segurou o empate parcial.

As duas equipes começaram o segundo tempo aparentando mais pressa do que na etapa inicial. Depois de Ozil desperdiçar uma chance pelo Real e Xavi perder outra para o Barça, Fábregas abriu o placar logo aos três minutos do primeiro tempo. Depois de Callejón errar em uma saída no meio-campo, a bola parou nos pés de Messi, que observou a movimentação defensiva do Real e lançou Fábregas, para concluir com força e estufar as redes de Diego López.

AFP
Fábregas colocou o Barcelona em vantagem, mas já havia saído de campo quando o Real Madrid conseguiu o empate
Quando resolveu arriscar, o Real Madrid não encontrou tanta resistência do Barcelona. Depois de Cristiano Ronaldo desperdiçar uma boa chance ao perder a dividida com Piqué, o time da casa alcançou o empate na bola parada: aos 35 minutos, Ozil fez cruzamento preciso pela esquerda e Varane subiu mais alto que os defensores para balançar as redes de Pinto e fechar a contagem em Santiago Bernabéu.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade