Futebol/Bastidores - ( - Atualizado )

Rivaldo afirma ter se desconectado do Mogi Mirim por decisão própria

Eduardo Mendoza, especial para a GE.Net São Caetano do Sul (SP)

Após uma carreira relacionada ao Mogi Mirim, o meia Rivaldo parece ter se desconectado de vez do clube paulista. O antigo presidente do clube nega que sua transferência para o São Caetano tenha motivado sua saída da diretoria do Sapão.

“O contrato com o São Caetano não teve a nada a ver com o acordo que eu fiz para sair do Mogi Mirim, a decisão foi minha. Hoje eu ainda faço parte da diretoria porque nada foi assinado, ainda faltam alguns detalhes. Espero que tudo se resolva o mais rápido possível para eu poder me desligar totalmente”, declarou o melhor do mundo do ano de 1999, que está vendendo sua parte no Mogi Mirim.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Hoje no São Caetano, o meia Rivaldo vai se desconectar da diretoria do Mogi Mirim
O veterano de 40 anos, que já chegou a presidir o clube do interior, desejou o melhor para o Mogi no futuro. Na última temporada, a equipe foi superior ao próprio São Caetano no Campeonato Paulista: encerrou a fase como sexto colocado e foi eliminado pelo campeão Santos nas quartas de final, enquanto o Azulão foi o 12º.

“Quem vai continuar lá deve ter muito sucesso. São boas pessoas que, juntamente comigo, fizeram um bom trabalho nesses quatro anos”, declarou o jogador, que chegou ao Corinthians em 1993, onde ganhou projeção nacional, após se destacar pelo Mogi em 1992.

O meio-campista revelado pelo Santa Cruz, porém, se recusou a se estender sobre o tema de seu antigo clube. “Não é o momento de falar sobre outros clubes, vim para o São Caetano para jogar futebol”, finalizou.

Apresentado ao lado do lateral direito Edson Ratinho e do atacante Eduardo, Rivaldo deve estrear em até 20 dias pelo Azulão. Na primeira partida, o clube do ABC Paulista derrotou o Atlético Sorocaba por 2 a 1.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade