Futebol/Campeonato Paranaense - ( )

Clássico com Paraná fica 0 a 0 e Coxa lídera por ter menos expulsões

Do correspondente Luiz Felipe Fagundes Curitiba (PR)

O jogo pela liderança do Campeonato Paranaense 2013 terminou sem vencedor, mas com um líder. Paraná Clube e Coritiba não passaram de um empate sem gols na Vila Capanema em partida morna. Com o resultado, os times seguem com campanhas idênticas, com 11 pontos ganhos, com o Coxa na frente por ter menos cartões vermelhos, um dos critérios de desempate.

Na próxima rodada, o Paraná Clube vaia Ponta Grossa, onde na quarta-feira encara o Operário, no Estádio Germano Kruger. Já o Coritiba terá pela frente o Nacional, no mesmo dia, no Estádio Couto Pereira.

O jogo – Mesmo com um tempo chuvoso, a torcida compareceu e o gramado estava em ótimas condições. O Tricolor começou com maior força no campo ofensivo. Aos quatro minutos, Neverton cruzou, Luisinho dividiu com a zaga e, no rebote, chutou com desvio pela linha de fundo. O Coxa estava acuado na defesa e não conseguia passar do meio campo. Jogo bem disputado nos primeiros minutos.

Falta na estrada da área para o Paraná, aos 12 minutos, e Lúcio Flávio tentou uma cobrança rasteira, sem sucesso. O ataque paranista levava a zaga coxa-branca a loucura. Aos 16 minutos, Wellington cobrou mais uma falta de frente para a meta e Vanderlei fez boa defesa. A resposta veio aos 19 minutos, em uma rápida descida de Rafinha, que abriu espaço e fuzilou pela linha de fundo, na rede, pelo lado de fora.

Muito lento, Escudero só conseguia parar o rápido Neverton na base da falta. O Coritiba conseguiu equilibrar as ações. Lançamento para Luisinho, aos 29 minutos, e Vanderlei deixou a meta para interceptar. Aos 34 minutos, Robinho dominou, vou espaço no meio da defesa tricolor e mandou uma bomba para Luís Carlos salvar. Grande esperança do Coxa para a temporada, Alex passou a primeira etapa completamente apagado.

No segundo tempo, o Paraná voltou com Rubinho no lugar de Paulo Renê. A primeira boa chance, entretanto, foi do Alviverde, com Patric, que apareceu na diagonal e bateu para defesa de Luís Carlos. Os times voltaram do intervalo mais ligados, mas a disputa continuava no meio campo. Aos oito minutos, Luisinho desceu em velocidade, chutou, e Vanderlei defendeu. Na resposta, Deivid arriscou de longe e foi a vez do camisa 1 paranista trabalhar.

Alex finalmente apareceu aos 12 minutos, com um belo arremate que carimbou o travessão. Aos 15 minutos, Escudero cochilou, Gabriel Marques saiu em velocidade, mas o argentino se recuperou bem. Depois da correria inicial, o rimo caiu bastante. Aos 23 minutos, Rubinho cobrou falta, a bola desviou na barreira e saiu em escanteio. Os dois treinadores queimaram suas alterações, ainda pensando na vitória.

A marcação era forte pelos dois lados, assim como a falta de criatividade dos setores de criação. Aos 34 minutos, mais uma cobrança de falta para Alex, mas o garoto de ouro coxa-branca bateu forte demais. Aos 37 minutos, Júnior Capixaba chutou forte e Vanderlei teve trabalho para segurar. Luccas Claro teve a chance de tirar o zero do placar, aos 44 minutos, só que não alcançou a bola após chute de Alex.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade