Basquete/NBA - ( - Atualizado )

Lenda do basquete, Michael Jordan completa 50 anos neste domingo

Chicago (Estados Unidos)

Maior jogador de basquete de todos os tempos e um dos maiores atletas da história, Michael Jordan completa 50 anos neste domingo, dez anos após a sua segunda aposentadoria. Hexacampeão da NBA, o astro acumula recordes e é exemplo de sucesso dentro e fora de quadra até os dias de hoje.

Apaixonado por esportes, Jordan começou a jogar basquete ainda na escola regular, na Carolina do Norte. Simultaneamente, também treinava baseball e futebol americano, além de ter o surfe como hobbie.

Curiosamente, foi dispensado do time de basquete de sua escola, a Emsley A. Laney High School, considerado muito baixo para o basquete. Dez centímetros mais alto, conseguiu a vaga no ano seguinte e brilhou nos campeonatos juniores, garantindo uma bolsa na Universidade da Carolina do Norte, em 1981.

AFP
Dez anos após aposentadoria, Michael Jordan chega aos 50 anos como lenda insuperável no basquete
Foi destaque de seu time durante três anos, quebrando um jejum de 25 anos sem título com uma cesta a 17 segundos do fim, em 1982. O sucesso o levou ao Pan-Americano de Caracas, em 1983, onde levou o ouro ao derrotar a Seleção Brasileira na decisão.

Em 1984, foi selecionado pelo Chicago Bulls no draft da temporada. No mesmo ano, conquistaria o primeiro grande título da carreira, ao comandar a seleção dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Los Angeles. Ele também ganharia o ouro em Barcelona-1992, com aquele que seria considerado o Dream Team de todos os tempos.

Logo em sua primeira temporada, foi eleito o melhor novato da NBA. Em seu segundo ano nos Bulls, quebrou o pé e perdeu 64 jogos, voltando longe de sua forma ideal para os playoffs.

Em 1988, foi eleito o MVP (melhor jogador da temporada) pela primeira vez, assim como o melhor defensor. O primeiro título, porém, só viria em 1991, ano em que seria eleito MVP pela segunda vez.

Dali para frente, comandaria o Bulls em mais cinco títulos em sete anos e seria eleito o melhor jogador da temporada em mais três. Os dois únicos anos em que a equipe não levantou o troféu coincidiram com a decisão de Jordan de deixar o basquete e arriscar-se no beisebol, após a morte do pai, em 1994.

AFP
Detentor de inúmeros recordes, Jordan comandou o hexacampeonato do Chicago Bulls entre 1991 e 1998
Atuando pelo Birmingham Barons e pelo Scottsdale Scorpions entre 1994 e 1995, voltou ao basquete nos playoffs da temporada 1994-95, mas não foi capaz de superar o Orlando Magic de Shaquille O’Neal nas semifinais.

Após aposentar-se, em janeiro de 1999, anunciou o retorno à NBA em 2001, quando passou a defender o Washington Wizards, equipe na qual era dirigente. Sem o mesmo sucesso, jogou mais duas temporadas antes de deixar as quadras definitivamente.

Em 2006, comprou uma parcela do Charlotte Bobcats, adquirindo 100% da franquia quatro anos depois e tornando-se o primeiro ex-jogador a ser dono de um time da NBA.

Mais que uma lenda do basquete e do esporte, Michael Jordan ajudou a alavancar a NBA comercialmente. É um dos primeiros exemplos de sucesso de marketing e público, sendo um dos principais ídolos norte-americanos da história.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade