Futebol/Mercado - ( )

Juvenal explica que emprestou Casemiro por temer conflito no grupo

Helder Júnior São Paulo (SP)

O volante Casemiro passará os próximos meses no Real Madrid Castilla, o time B do Real Madrid, para não causar problemas ao São Paulo. A explicação foi dada pelo presidente Juvenal Juvêncio, que decidiu emprestar o prata por temer conflitos no elenco comandado por Ney Franco.

“Achei interessante fazer isso porque estava com medo de o Casemiro acabar nos dando problemas. Quando um jogador que foi até para a Seleção deixa de jogar, os problemas acontecem. Se a gente puder se antecipar e tomar uma atitude, é uma boa”, comentou Juvenal.

Campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2010, Casemiro era um volante em quem a diretoria do clube do Morumbi depositava bastante esperança. Ele disputou 111 partidas como profissional, marcando 11 gols, mas ficou marcado pela personalidade forte. Chegou a ganhar o apelido de “Casemarra”, a contragosto, e não conseguiu se firmar como titular.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Juvenal falou "forte" com Casemiro, que não correspondeu e acabou emprestado
“Eu esperava mais dele”, confessou Juvenal. “Sempre disse que gosto do futebol do Casemiro, mas ele não estava correspondendo ultimamente. Falei forte com ele, mas, mesmo assim... Chegou um momento em que era melhor emprestá-lo”, acrescentou.

Casemiro agora tem a expectativa de ser promovido ao time principal do Real Madrid. Juvenal Juvêncio assegurou que torce pelo sucesso da revelação são-paulina. “Coincidentemente, o Real Madrid veio com essa coisa de ele jogar no time B quando decidimos emprestá-lo. Eles precisavam ver isso rapidamente. Se colocassem na equipe A, ele poderia não jogar e não daria para descer para a B. Na B, ele tem chances de subir para a A”, concluiu o mandatário.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade