Futebol/Campeonato Paulista - ( )

Luis Fabiano sorri depois de mais dois gols: "Que tristeza é essa?"

Jundiaí (SP)

Não fosse a entrevista de sábado passado, quando se mostrou chateado com algo que ninguém soube ao certo dizer o que era, o que Luis Fabiano fez nesta quarta-feira não teria sido novidade. Depois de fazer – e comemorar – mais dois gols decisivos e definir a vitória sobre o Paulista, o atacante são-paulino sorriu.

"Que tristeza é essa?", brincou o jogador, enquanto andava apressado a caminho do vestiário do Jayme Cintra, em Jundiaí.

Na véspera da partida, o técnico Ney Franco revelou ter conversado com ele para tentar entender o que se passava. O jogador negou problemas de relacionamento com membros da comissão técnica e jogadores e respondeu que estava tranquilo e focado.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Atacante balançou a rede mais duas vezes e ajudou o time a se classificar antecipadamente às quartas
Azar da equipe interiorana, vazada por ele aos 26 minutos do primeiro tempo (após passe de Wallyson) e aos três minutos da etapa final (de cabeça, aproveitando cruzamento pelo lado direito). Assim, ele chegou à marca de 12 gols no ano, oito deles no Campeonato Estadual.

Perguntado sobre o assunto, Rogério Ceni reforçou o que o treinador havia dito. “Não está acontecendo nada, ao menos que eu saiba. É que às vezes ele se atrapalha um pouquinho no microfone e dá margem (para interpretações)", comentou o goleiro, que o abraçou.

Em boa fase no Estadual, Luis Fabiano não poderá, a princípio, ajudar o time a buscar a classificação também na Libertadores. Ele foi suspenso de quatro jogos por "proferir graves insultos" a Wilmar Roldán, árbitro do primeiro duelo com o Arsenal. O clube tenta relaxar a pena com recurso junto à Conmebol.

Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade