Atletismo/Meia Maratona de Copenhague - ( - Atualizado )

Africanos absolutos dominam o pódio do Mundial de Meia Maratona

Copenhague (Dinamarca)

Com o tempo mais rápido do mundo neste ano, o queniano Geoffrey Kipsang foi campeão da Meia Maratona de Copenhague, na Dinamarca. O atleta conquistou o ouro com o tempo de 59min07. As outras posições do pódio também foram ocupadas por africanos. A medalha de prata ficou com Samuel Tsegay, da Eritreia, com a marca de 59min20. Em terceiro lugar, o etíope Guye Adola garantiu o bronze com 59min20 também.

Outros representantes da Eritreia obtiveram as primeiras posições da competição. Zersenay Tadese, com 54min37, e Nguse Amlosom, com 59min59m, fecharam a prova em quarto e quinto colocados respectivamente.

Na prova feminina, o Quênia teve um desempenho totalmente dominante. Gladys Cherono levou o ouro para casa com 1h07min28. Logo atrás, vieram Mary Wacera Ngugi, com um recorde pessoal de 1h07min43, e Sally Chepyego Kaptich, também com a sua melhor marca de 1h07min51. O quarto e o quinto lugar foram ocupados por quenianas.

AFP
Campeão da prova, o queniano Geoffrey Kipsang ficou próximo de bater o recorde mundial da prova
Por pouco os vencedores não receberam o prêmio da Associação Internacional de Federações de Atletismo. Na terça-feira, a entidade anunciou que o atleta que batesse o recorde da respectiva categoria iria ganhar US$ 50 mil, o equivalente a R$ 115,5 mil.

O atual recorde masculino da prova pertence ao eritreu Zersenay Tadese, que conseguiu a marca de 58min23 no ano de 2010, na cidade de Lisboa, em Portugal. No feminino, a recordista é a holandesa Lornah Kiplar, que terminou a corrida de Udine, em 2007, com o tempo de 1h06min25.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade