Futebol/Copa do Brasil - ( )

Ganso se preocupa em ajudar Boschilia a conter afobação

Helder Júnior São Paulo (SP)

Experiente aos 24 anos, o meia Paulo Henrique Ganso serve de referência para um novato que passou ajudá-lo na armação de jogadas do São Paulo. O prata da casa Boschilia é orientado mais de perto pelo companheiro desde que foi promovido pelo técnico Muricy Ramalho à equipe titular.

“O Boschilia tem muita qualidade. Já mostrou isso na Copa São Paulo, quando era o diferencial da equipe. É um menino bom, mas afobado com a bola às vezes. Procuro transmitir calma para que ele faça o que sabe de melhor”, comentou Ganso.

Com o auxílio de Boschilia, o ex-jogador do Santos ficou menos sobrecarregado na criação são-paulina. Mas não chegou a condicionar as boas atuações à manutenção do esquema tático com dois meias.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press
Ganso ganhou a companhia do novato Boschilia na armação ofensiva do São Paulo
“É lógico que o 4-4-2 me ajuda na armação, mas também rendemos bem com jogadores mais abertos, com o Pato e Luis Fabiano ajudando. Então, tanto faz o esquema”, garantiu Ganso.

Na noite desta quarta-feira, contra o CRB, o São Paulo novamente terá Ganso e Boschilia em seu meio-campo. O centroavante Luis Fabiano não estará em campo, pois foi preservado pelo técnico Muricy Ramalho.

“Precisaremos ter a noção de ajustar a parte defensiva para não sofrer tanto dessa forma, como já aconteceu no segundo tempo da partida com o Botafogo”, alertou Ganso, mostrando que não direciona os seus conselhos apenas para Boschilia.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade