Futebol/Copa do Brasil - ( - Atualizado )

Sem comemorar classificação, Adilson já pensa nos desfalques do Vasco

Gazeta Press Rio de Janeiro (RJ)

O técnico Adilson Batista está com muitos problemas para escalar a equipe do Vasco que fará sua estreia no Campeonato Brasileiro da série B, sábado, diante do América-MG, em São Januário. Além do volante Guiñazu e do zagueiro Rodrigo, que vão ficar afastados da equipe por quase um mês, o Vasco está ameaçado de ficar sem o lateral-esquerdo Diego Renan e o meia Pedro Ken. Os dois saíram lesionados na partida diante do Resende, e serão avaliados pelo departamento médico na manhã desta quinta-feira, em São Januário.

Quem também preocupa é o atacante Everton Costa, que, depois de ser substituído, se sentiu mal no banco de reservas, com forte queda de pressão, e teve de ser conduzido a um hospital para ser medicado.

Na entrevista coletiva, Adilson se recusou a comentar o gol anulado de André Rocha e disse que não falaria mais sobre arbitragem. "No ano que vem eu ainda quero estar trabalhando no Rio de Janeiro e disputando o Campeonato Carioca. Por isso, é melhor eu ficar calado", afirmou o treinador vascaíno, confirmando que, no intervalo, conversou muita na tentativa de acalmar os jogadores que estavam muito nervosos com a anulação do gol de André Rocha.

Marcelo Sadio/Divulgação/Vasco da Gama
O treinador do Vasco terá muitos problemas para escalar a equipe que estreará na Série B do Campeonto Brasileiro
Além da recuperação de Pedro Ken e Diego Renan, Adilson Batista espera que Thales seja liberado pela CBF para a estreia na série B. O atacante está treinando com a seleção sub-20, comandada por Gallo, e existe a promessa de que os convocados serão liberados para os jogos das suas equipes, no final de semana.

O técnico cruz-maltino também fez questão de elogiar o comportamento da torcida que recebeu o time aos gritos de "é campeão" e incentivou a equipe durante os 90 minutos. Ele lamentou que a estreia da equipe aconteça sem a presença da torcida, em função de punição imposta pelo STJD, mas acredita que o time tem condições de superar mais esse obstáculo.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade