Futebol/Campeonato Brasileiro - ( )

Sem marcar como titular desde janeiro, Leandro promete 19 gols no ano

William Correia São Paulo (SP)

Leandro só marcou três gols em 13 jogos no ano, sendo os dois mais recentes após sair do banco de reservas. A última vez que balançou as redes como titular foi em 26 de janeiro, diante do Atlético Sorocaba. Mas o artilheiro do Palmeiras em 2013 garante que repetirá a marca nesta temporada.

“Sem dúvida, dá para repetir. Tenho capacidade para chegar a essa marca”, disse o autor de 19 gols no ano passado, todos marcados na primeira fase do Campeonato Paulista e na Série B do Campeonato Brasileiro. Números que fizeram o clube buscar R$ 8 milhões para adquirir 64% de seus direitos econômicos e renovar seu contrato até 31 de dezembro de 2017.

Mas igualar a estatística de sua primeira temporada no Verdão não é a principal meta do atacante. “Estou bem tranquilo porque meu objetivo principal é que o time vença. Posso fazer gol ou não, mas quero estar em campo marcando e ajudando o Palmeiras a vencer”, avisou.

É na movimentação que o camisa 38 se apoia em meio às más atuações que teve neste ano. Leandro cumpre a orientação de Gilson Kleina para marcar. O treinador confia tanto no jogador que ainda não o colocou no banco neste ano por opção técnica. Quando saiu da reserva para marcar contra Vilhena e Criciúma, foi porque voltava de lesão ou tinha passado a semana treinando com a Seleção Olímpica, respectivamente.

“Quando cheguei, o Gilson perguntou se eu jogava dessa maneira e falei que, em minha base toda do Grêmio, voltava para marcar o lateral. Deu certo porque eu já sabia atuar dessa maneira e encaixou tudo certinho. Ele tem gostado do meu trabalho”, sorriu Leandro.

Djalma Vassão/Gazeta Press
Atacante foi o artilheiro do clube em 2013 e promete fazer, ao menos, mais 16 gols até o fim deste ano
O gol de domingo contra o Criciúma também é um sinal apontado pelo próprio técnico de que a boa fase do jogador de 20 anos pode voltar. “Fico feliz por ter ajudado o Palmeiras a conseguir a vitória, mas já passou. Temos que pensar no Fluminense, que será um adversário muito difícil”, avisou, pensando no jogo de sábado, quando deve ser titular.

Fazer gol em dois jogos seguidos seria um atalho. “É importante porque o jogador pega confiança, sabe que, uma hora ou outra, a bola pode entrar. O gol é importante não só para fazer mais gols em outro jogo, mas para te fazer jogar bem, marcar. Foi muito importante começar o Brasileiro fazendo gol”, comemorou.

Publicidade

Publicidade


Publicidade


Publicidade


Publicidade

Publicidade