Atletismo/Mundial de Revezamento - ( - Atualizado )

Sem Bolt e Powell, Jamaica quebra recorde mundial do 4x200m

Nassau (Bahamas)

Mesmo sem duas de suas maiores estrelas, a equipe da Jamaica confirmou seu favoritismo na prova do 4x200m no Campeonato Mundial de Revezamentos, disputado nas Bahamas. Mais do que isso, o quarteto do País estabeleceu um novo recorde mundial para a prova com a marca de 1min18s63.

A Jamaica participa do Mundial de Revezamentos sem Usain Bolt, maior velocista da história e que ainda se recupera de lesão, e Asafa Powell, que cumpre suspensão por doping. Mesmo assim, o time ainda tem grande superioridade sobre seus rivais. Neste sábado, a prata ficou com São Cristóvão e Neves, com 1min20s51, deixando a França com o bronze com a marca de 1min20s66.

O quarteto jamaicano em Nassau foi formado por Yohan Blake, Jermaine Brown, Nickel Ashmeade e Warren Wier. Com a marca de 1min18s63, eles superaram o antigo recorde da prova, que não é disputada em Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais de atletismo, em 0s05. A marca pertencia aos Estados Unidos desde 1994.

Curiosamente, o time norte-americano ficou com a última colocação da final do 4x200m neste sábado em Bahamas, desclassificado por um erro na segunda passagem do bastão. Curtis Mitchell e Ameer Webb se atrapalharam na hora da troca e ela acabou concluída fora da zona permitida.

O Brasil também entrou na pista no Mundial de Revezamento na noite deste sábado para a disputa do 4x100m feminino. A equipe formada por Vanusa dos Santos, Franciela Krasucki, Evelyn dos Santos e Rosângela Santos, ficou com o sétimo lugar da final, com a marca de 43s67, à frente apenas da França. O ouro foi para os Estados Unidos, com 41s88, com a Jamaica e Trinidad e Tobago completando o pódio.

AFP
Quarteto jamaicano conquistou o ouro com tranquilidade e ainda conseguiu o recorde mundial do 4x200m


Publicidade

Publicidade


PublicidadePublicidade


Publicidade


Publicidade